Alckmin vira réu por caixa 2, corrupção e lavagem de dinheiro

Denúncia contra o ex-governador de SP foi feita pelo Ministério Público na chamada Lava Jato eleitoral. Político do PSDB é acusado de receber R$ 11,3 milhões da Odebrecht durante as campanhas eleitorais de 2010 e 2014

Tribuna da Bahia, Salvador
31/07/2020 06:30 | Atualizado há 23 dias, 3 horas e 42 minutos

   
Foto: Reprodução

A Justiça Eleitoral de São Paulo aceitou nesta quinta-feira (30) a denúncia do Ministério Público contra o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) por falsidade ideológica eleitoral (caixa dois), corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Com isso, Alckmin vira réu no processo.

A defesa de Alckmin afirmou que "a denúncia ora recebida pelo Poder Judiciário dará a oportunidade que foi até agora negada ao ex-governador Geraldo Alckmin de se defender e de contraditar as falsas e injustas acusações de que está sendo vítima e, principalmente, de provar a sua improcedência" (leia, abaixo, a nota dos advogados do ex-governador).

Já o PSDB estadual informou que "reitera sua confiança na idoneidade do ex-governador Geraldo Alckmin. "Acreditamos na Justiça e temos convicção de que, ao final do processo, os fatos serão devidamente esclarecidos", afirmou Marco Vinholi, presidente do partido em São Paulo.

O Ministério Público acusou Geraldo Alckmin de receber R$ 11,3 milhões da Odebrecht durante as campanhas eleitorais de 2010 e 2014 ao governo do estado de São Paulo pelo PSDB. O ex-governador foi citado por três delatores do grupo. Segundo o MP, Alckmin recebeu os recursos sob o uso de diversos codinomes, como "pastel", "pudim" e "bolero".

A denúncia foi aceita pelo juiz Marco Antonio Martin Vargas, titular da 1ª Zona Eleitoral da capital paulista. No documento, o magistrado afirmou que a denúncia tem "indícios suficientes de materialidade" dos crimes e de suas autorias.

De acordo com os promotores que investigaram o caso, as transferências para Alckmin foram feitas via caixa 2. Isso porque a empreiteira estava impedida de fazer doações eleitorais em razão de ter contratos com o governo. Ainda segundo os promotores, Geraldo Alckmin sabia que o valor não seria declarado.

Codinomes

Segundo a denúncia, Geraldo Alckmin apareceu com codinomes diferentes nas planilhas de propina da Odebrecht. Na campanha de 2010, o nome do ex-governador vinha associado ao codinome "Belém". Ainda segundo a denúncia, na eleição seguinte, em 2014, Alckmin foi identificado como "Meia" em uma tabela disfarçada, que usava termos do futebol.

A acusação aponta que, em 2010, os pagamentos foram intermediados por Adhemar Cesar Ribeiro, cunhado de Alckmin. Adhemar só não foi denunciado porque, segundo os promotores, o prazo para processá-lo pelos crimes já prescreveu por causa da idade dele.

O Ministério Público disse ainda que Marcos Antônio Monteiro, ex-tesoureiro do PSDB e ex-secretário de planejamento do governo paulista, intermediou os pagamentos de 2014.

Os promotores afirmaram que os pagamentos faziam parte dos planos da Odebrecht de manter e de ampliar as relações com o governo de São Paulo. Segundo a acusação, a empreiteira tinha interesse em obras viárias e em projetos de transporte, especialmente do metrô e do monotrilho.

O Ministério Público também incluiu na denúncia os nomes de seis delatores da Odebrecht, que terão as eventuais penas estabelecidas de acordo com os termos de colaboração premiada de cada um deles firmou com a Procuradoria Geral da República (PGR).

O que disse a defesa de Alckmin

"A denúncia ora recebida pelo Poder Judiciário dará a oportunidade que foi até agora negada ao ex-governador Geraldo Alckmin de se defender e de contraditar as falsas e injustas acusações de que está sendo vítima e, principalmente, de provar a sua improcedência. Por esta nota, em respeito à opinião pública e à confiança da sociedade, de que sempre foi merecedor, lamenta essa injusta e indevida exposição, confiante de que, ao final do processo, a verdade e a justiça prevalecerão, pois nunca recebeu valores a título de contribuição de campanha eleitoral que não tenham sido devidamente declarados nos termos da legislação vigente, nem tampouco praticou qualquer ato de corrupção, como, aliás, nunca fez durante mais de 40 anos de vida pública."

O que diz o PSDB de SP

"O Diretório Estadual do PSDB-SP reitera sua confiança na idoneidade do ex-governador Geraldo Alckmin. Em seus mais de 40 anos de vida pública, Alckmin manteve uma postura de retidão e respeito à lei sem jamais abrir mão dos princípios éticos e de seu compromisso em servir ao setor público e ao cidadão. Acreditamos na Justiça e temos convicção de que, ao final do processo, os fatos serão devidamente esclarecidos. Marco Vinholi – Presidente Estadual do PSDB-SP"

Veja a nota da defesa de Marcos Monteiro:

"A defesa de Marcos Monteiro manifesta sua absoluta indignação com os infundados fatos apresentados na denúncia, fruto da reiteração de procedimentos que visam atingir o direito de defesa e o contraditório. Tem absoluta confiança de que provará sua inocência, no momento em que for ouvido nos autos. Reitera, uma vez mais, sua confiança no Poder Judiciário para sustentar com absoluta convicção que Marcos Monteiro não tem qualquer relação com as obras realizadas pela Construtora Norberto Odebrecht."


Bruno Tavares, TV Globo, G1 SP e GloboNews

Compartilhe       

 




Mais sobre

POLÍTICA | 22/09/2020 10:28 - Há 23 horas e 44 minutos
Ministro rejeita 'herdar' inquérito de Bolsonaro

POLÍTICA | 22/09/2020 06:30 - Há 1 dia, 3 horas e 42 minutos
Tribunal tem maioria de votos para tornar Crivella inelegível

POLÍTICA | 22/09/2020 06:30 - Há 1 dia, 3 horas e 42 minutos
Raio Laser - 22/09 - Inventário

POLÍTICA | 21/09/2020 15:59 - Há 1 dia, 18 horas e 13 minutos
Exército ignora regra de 2004 para trocar dados sobre armas com a PF

POLÍTICA | 21/09/2020 11:56 - Há 1 dia, 22 horas e 16 minutos
Durante audiência no STF, Heleno minimiza queimada e afirma ser fenômeno natural

POLÍTICA | 21/09/2020 11:54 - Há 1 dia, 22 horas e 18 minutos
Em discurso na Assembleia-Geral da ONU, Bolsonaro vai rebater críticas ao governo

POLÍTICA | 21/09/2020 11:36 - Há 1 dia, 22 horas e 35 minutos
Marco Aurélio libera meio bilhão da Andrade Gutierrez

POLÍTICA | 21/09/2020 11:23 - Há 1 dia, 22 horas e 49 minutos
Pautas prioritárias continuam travadas no Congresso Nacional

POLÍTICA | 21/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 3 horas e 42 minutos
Carlos Bolsonaro ataca divulgação de seu depoimento à PF

POLÍTICA | 21/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 3 horas e 42 minutos
Blogueiro investigado mantinha grupo com deputados bolsonarista

POLÍTICA | 20/09/2020 16:15 - Há 2 dias, 17 horas e 57 minutos
Partidos resistem a dar transparência ao uso de recursos

POLÍTICA | 20/09/2020 06:40 - Há 3 dias, 3 horas e 32 minutos
Hamilton Mourão rebate críticas às queimadas

POLÍTICA | 20/09/2020 06:40 - Há 3 dias, 3 horas e 32 minutos
PF acha troca mensagens entre blogueiro investigado e assessor de Bolsonaro

POLÍTICA | 19/09/2020 12:55 - Há 3 dias, 21 horas e 17 minutos
ACM Neto rebate Roberto Jefferson e critica desatenção com transporte público

POLÍTICA | 19/09/2020 12:53 - Há 3 dias, 21 horas e 19 minutos
Rui Costa quer que TCU apure uso da Força Nacional na Bahia

POLÍTICA | 19/09/2020 06:40 - Há 4 dias, 3 horas e 32 minutos
Aras pede fim de pensão paga a ex-governadores

POLÍTICA | 19/09/2020 06:40 - Há 4 dias, 3 horas e 32 minutos
Conversinha mole de ficar em casa é para os fracos, diz Bolsonaro

POLÍTICA | 19/09/2020 06:40 - Há 4 dias, 3 horas e 32 minutos
PF intima Moro a depor como testemunha sobre atos antidemocráticos

POLÍTICA | 18/09/2020 14:22 - Há 4 dias, 19 horas e 50 minutos
Bolsonaro: "Países que nos criticam não têm queimadas porque já queimaram tudo"

POLÍTICA | 18/09/2020 11:09 - Há 4 dias, 23 horas e 3 minutos
Roberto Jefferson derruba alianças do PTB com adversários de Bolsonaro

POLÍTICA | 18/09/2020 10:49 - Há 4 dias, 23 horas e 23 minutos
PT de Salvador forma a coligação mais fraca dos últimos 20 anos

POLÍTICA | 18/09/2020 06:30 - Há 5 dias, 3 horas e 42 minutos
Aras pede que Supremo rejeite ação contra foro de Flávio Bolsonaro

POLÍTICA | 18/09/2020 06:30 - Há 5 dias, 3 horas e 42 minutos
Bolsonaro diz que quer 'enterrar logo' inquérito no STF

POLÍTICA | 18/09/2020 06:30 - Há 5 dias, 3 horas e 42 minutos
Marco Aurélio suspende inquérito até STF decidir como Bolsonaro irá depor

POLÍTICA | 18/09/2020 06:30 - Há 5 dias, 3 horas e 42 minutos
Raio Laser - 18/09 - Preocupação

POLÍTICA | 17/09/2020 14:57 - Há 5 dias, 19 horas e 15 minutos
"O Brasil está de parabéns na preservação ambiental", diz Bolsonaro

POLÍTICA | 17/09/2020 14:46 - Há 5 dias, 19 horas e 26 minutos
Augusto Aras testou positivo para covid-19, diz PGR

POLÍTICA | 17/09/2020 10:54 - Há 5 dias, 23 horas e 18 minutos
Bolsonaro cobra tratamento simétrico em recurso para evitar depoimento presencial

POLÍTICA | 17/09/2020 06:30 - Há 6 dias, 3 horas e 42 minutos
Pazuello toma posse e diz que avalia 'kit Covid' com cloroquina

POLÍTICA | 17/09/2020 06:30 - Há 6 dias, 3 horas e 42 minutos
Recurso da Globo é negada e censura a documentos sobre 'rachadinhas' é mantida