Guedes cobra explicações do Ministério da Justiça sobre 'monitoramento de preços'

Bolsonaro disse que autorizou enviar a mercados notificação questionada por equipe econômica, mas negou querer tabelar alimentos

Tribuna da Bahia, Salvador
11/09/2020 06:30 | Atualizado há 15 dias, 19 horas e 59 minutos

   
Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia / Arquivo

O Ministério da Economia informou nesta quinta-feira (10) que a Secretaria de Advocacia da Concorrência e Competitividade enviou ofício ao Ministério da Justiça pedindo informações referentes ao "monitoramento de preços de produtos básicos".

O oficio foi enviado depois que a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça e Segurança Pública notificou representantes de supermercados e produtores de alimentos para pedir explicações sobre o aumento no preço dos alimentos da cesta básica.

Nesta quarta-feira (9), a Senacon informou que os notificados terão cinco dias para explicar a alta nos preços do arroz, entre outros alimentos. No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro recebeu o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo Neto. Sanzovo disse que os supermercados "não são vilões".

A alta no preço de alimentos da cesta básica tem preocupado o governo, especialmente o arroz que teve alta de 19,2% no ano. Nesta quarta-feira, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu reduzir a zero — até 31 de dezembro deste ano — a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado. O objetivo é aumentar a oferta de arroz para reduzir o preço.

Em transmissão ao vivo por uma rede social nesta quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o ministro da Justiça, André Mendonça, falou com ele antes de notificar os supermercados sobre a alta no preço do arroz.

“O ministro André Mendonça falou comigo: 'Posso botar a Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor para investigar, perguntar para supermercados por que o preço subiu?' Falei: 'Pode'. E ponto final”, afirmou Bolsonaro.

O presidente afirmou ainda que o governo não vai tabelar o preço do arroz.

“Ninguém quer tabelar nada, interferir em nada, isso não existe. A gente sabe que, uma vez interferindo, tabelando, isso desaparece da prateleira e depois a mercadoria aparece no câmbio negro muito mais cara”, disse.

Segundo a TV Globo apurou, o tema foi objeto de debate entre os ministros e o presidente na reunião ministerial da última terça-feira (8).

Na reunião, o ministro Paulo Guedes, da Economia, alertou sobre o risco de se querer fazer controle de preços de produtos agrícolas, e o ministro André Mendonça, da Justiça, ao qual a Senacon está subordinada, manifestou preocupação com a possibilidade de abusos nos preços do arroz e formação de cartel.

Bolsonaro quis o anúncio de alguma medida a fim de que o governo sinalizasse que está alerta em relação ao problema.

Guedes apresentou então a proposta de reduzir a zero o imposto de importação para uma cota de 400 mil toneladas de arroz a serem adquiridas nos Estados Unidos, a fim de estabilizar os preços no mercado interno.

Explicações para a alta de preços

Em nota divulgada na última quinta-feira (3), a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), afirmou que o setor tem sofrido forte pressão de aumento nos preços, de forma generalizada, repassados pelas indústrias e fornecedores.

Segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a pandemia fez os brasileiros comprarem mais alimentos, o que forçou preços para cima antes mesmo das altas provocadas pela entressafras.

Além disso, a disparada do dólar em relação ao real encareceu os insumos da agropecuária.

“Com o câmbio mais elevado, o fertilizante está mais caro. O farelo de soja e de milho que é utilizado na ração de animais tem regiões com mais de 50% de aumento de custos de produção”, explicou Bruno Lucchi, superintendente-técnico da CNA.

O Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socieconômicos (Dieese) afirma que o dólar alto também estimula os produtores a vender para os outros países.

“Quando se exporta um produto, você manda para fora, o produtor recebe em dólar, e na hora em que ele transforma em real ele ganha mais. Então, uma taxa de câmbio desvalorizada, estimula a exportação. Você tem um impacto muito grande das exportações no volume de produtos ofertados no mercado interno. Quando eles [os produtos] chegam em menor quantidade, [há] uma redução da oferta interna e eles chegam mais caros para as famílias”, explica a economista sênior do Dieese Patrícia Costa.


Laís Lis e Delis Ortiz, G1 e TV Globo

Compartilhe       

 




Mais sobre

ECONOMIA | 10/11/2020 12:00 - Há 16 dias, 14 horas e 28 minutos
Pix deve ajudar na retomada econômica, projetam bancos

ECONOMIA | 05/11/2020 16:00 - Há 21 dias, 10 horas e 28 minutos
Juiz nega proibir a produção e distribuição de notas de R$ 200

ECONOMIA | 04/11/2020 06:30 - Há 22 dias, 19 horas e 59 minutos
Valor médio de transações do Pix foi R$ 90 no primeiro dia de teste

ECONOMIA | 29/10/2020 15:36 - Há 28 dias, 10 horas e 52 minutos
Guedes defende tributo digital, mas depois diz que imposto está 'morto'

ECONOMIA | 25/10/2020 06:40 - Há 1 dia, 19 horas e 49 minutos
Bahia é o 4º do país em faturamento de minérios

ECONOMIA | 20/10/2020 11:05 - Há 6 dias, 15 horas e 24 minutos
Proposta do Renda Brasil prevê renda mínima sem furar teto

ECONOMIA | 20/10/2020 06:30 - Há 6 dias, 19 horas e 59 minutos
Guedes vê queda do PIB de 4% em 2020, reforça apoio de Bolsonaro a teto de gastos

ECONOMIA | 19/10/2020 15:39 - Há 7 dias, 10 horas e 49 minutos
Campos Neto cita mudanças nas projeções de PIB em 2020, para retração menor

ECONOMIA | 18/10/2020 06:40 - Há 8 dias, 19 horas e 49 minutos
Governo zera tarifa de importação da soja e do milho

ECONOMIA | 17/10/2020 06:30 - Há 9 dias, 19 horas e 59 minutos
Bolsa Família vai continuar se governo não conseguir bancar Renda Cidadã, diz Guedes

ECONOMIA | 15/10/2020 11:41 - Há 11 dias, 14 horas e 47 minutos
Pagamento do 13º gera dúvidas nas empresas nos casos de redução salarial

ECONOMIA | 15/10/2020 11:39 - Há 11 dias, 14 horas e 49 minutos
Guedes substitui Marinho pelo general Ramos no Conselho Fiscal do Sesc

ECONOMIA | 14/10/2020 06:30 - Há 12 dias, 19 horas e 59 minutos
Governo prorroga até dezembro programa que permite redução de jornada e salário

ECONOMIA | 13/10/2020 12:45 - Há 13 dias, 13 horas e 43 minutos
Ação da Defensoria quer que BC retire notas de R$ 200 de circulação

ECONOMIA | 08/10/2020 14:26 - Há 18 dias, 12 horas e 3 minutos
Campos Neto diz que resposta fiscal foi maior em países com orientação de direita

ECONOMIA | 03/10/2020 06:40 - Há 23 dias, 19 horas e 49 minutos
"É uma irresponsabilidade furar o teto", diz Guedes

ECONOMIA | 01/10/2020 15:09 - Há 25 dias, 11 horas e 19 minutos
'Não tem de onde tirar', diz Mourão sobre recursos para Renda Cidadã

ECONOMIA | 01/10/2020 06:30 - Há 25 dias, 19 horas e 59 minutos
Governo vai prorrogar redução de jornada e salário, afirma Guedes

ECONOMIA | 30/09/2020 16:47 - Há 27 dias, 9 horas e 41 minutos
Guedes diz que governo não usará precatórios para bancar o Renda Cidadã

ECONOMIA | 30/09/2020 06:30 - Há 27 dias, 19 horas e 59 minutos
Secretário do Tesouro descarta uso de ‘contabilidade criativa’

ECONOMIA | 29/09/2020 06:30 - Há 28 dias, 19 horas e 59 minutos
Auxílio emergencial: pagamento das parcelas de R$ 300 começa na quarta

ECONOMIA | 28/09/2020 15:48 - Há 29 dias, 10 horas e 41 minutos
Líder do governo diz que ainda não há acordo sobre segunda fase da reforma tributária

ECONOMIA | 28/09/2020 15:45 - Há 29 dias, 10 horas e 44 minutos
Renda Cidadã substitui Bolsa Família e contará com precatórios e Fundeb

ECONOMIA | 28/09/2020 06:30 - Há 29 dias, 19 horas e 59 minutos
Com pandemia e plano travado, leilões do governo ficam para 2021 e 2022

ECONOMIA | 27/09/2020 06:50 - Há 30 dias, 19 horas e 39 minutos
Guedes se reúne com líder do governo na Câmara para debater reforma tributária

ECONOMIA | 25/09/2020 14:22 - Há 1 dia, 12 horas e 6 minutos
Petrobras inicia venda de dois campos de petróleo de águas profundas

ECONOMIA | 25/09/2020 11:08 - Há 1 dia, 15 horas e 20 minutos
Governo tenta fechar reforma tributária e discute acordo para nova CPMF

ECONOMIA | 24/09/2020 13:40 - Há 2 dias, 12 horas e 48 minutos
Projeção de crescimento do crédito em 2020 sobe para 11,5%

ECONOMIA | 23/09/2020 14:20 - Há 3 dias, 12 horas e 9 minutos
Guedes diz que Brasil precisa de 'tributos alternativos' para desonerar empresas

ECONOMIA | 23/09/2020 11:25 - Há 3 dias, 15 horas e 3 minutos
Auxílio de R$ 300: governo deve divulgar calendário até segunda, diz Onyx