Caixa lança campanha para renegociação de dívidas

Campanha “Você no Azul”da Caixa será realizada até dezembro deste ano

Tribuna da Bahia, Salvador
12/09/2020 11:43 | Atualizado há 8 dias, 14 horas e 37 minutos

   
Foto: Reprodução / Google imagens / Arquivo

Por: Poliana Antunes


Não é fácil, mas pagar dívidas é um esforço necessário para evitar o acúmulo das pendências, aumento dos valores devidos e perda do controle financeiro. Pensando nisso, a Caixa Econômica Federal lançou na última quarta-feira (09) a campanha “Você no Azul”, para renegociação de dívidas de contratos comerciais em atraso. A ação será realizada até 31 de dezembro de 2020.

De acordo com a instituição, o evento oferece condições especiais a clientes do banco, pessoas físicas ou empresas, para pagamento de dívidas em atraso. Os descontos para aquelas pessoas que desejam fazer o pagamento à vista podem chegar até a 90% do valor da dívida.

Para realização dessa campanha, houve um levantamento da Caixa, em que mostra que 3 milhões de pessoas físicas e 359 mil empresas podem negociar dívidas. “Mais da metade desses clientes tem dívidas de até R$ 3 mil. A campanha quer atingir clientes com dívidas vencidas de valores entre R$ 50 e R$ 5 milhões”, disse.

Segundo o órgão, as condições para renegociação variam conforme a modalidade de crédito contratada e o período de atraso. “Quem renegociar os contratos vão poder retirar o nome de cadastros restritivos. A campanha traz um alívio para os clientes que estão com dificuldade de pagamento”, afirmou, em nota, o presidente do banco, Pedro Guimarães.

Para renegociar a dívida, a Caixa colocou à disposição dos clientes canais remotos no WhatsApp (0800 726 0104), no telefone 0800 726 8068 ou pela página do banco na internet. Dívidas de até R$ 2 mil também podem ser negociadas em lotéricas, apenas com o número do CPF.

NOME SUJO

Se deixar de pagar dívidas, inevitavelmente, você terá seu nome negativado nos órgãos de proteção ao crédito como Serasa, SPC Brasil e Boa Vista SCPC. Quando isso acontece, você perde o acesso ao crédito e não consegue mais comprar a prazo, além de ficar impedido de abrir uma conta corrente, fazer um financiamento ou mesmo alugar um imóvel.

O economista Eduardo Dantas explica que a perda de controle financeiro deve ser cuidadosamente analisada. “Quanto mais você demorar para pagar as dívidas, maior será a sensação de perda de controle financeiro e impacto emocional. Além de pagar juros altíssimos, você terá que lidar com cobranças constantes e terá cada vez menos ânimo para se reerguer do endividamento”.

Segundo ele existem três erros ao tentar pagar dívidas e antes de pagar dívidas, é importante se planejar e escolher os melhores caminhos para sair da inadimplência, fugindo das armadilhas do mercado. Confira os erros mais comuns dos endividados e como evitá-los;

Não saber negociar: A negociação com o credor é essencial para pagar um valor justo pela sua dívida, evitando as cobranças abusivas praticadas no mercado. “Ao contatar a empresa, exija transparência nos juros, custos embutidos na sua dívida e condições de parcelamento, buscando o melhor acordo para ambos”.

Aceitar qualquer oferta de crédito: Outro erro comum dos inadimplentes é aceitar a primeira oferta de crédito para negativados sem avaliar o Custo Efetivo Total. “No desespero, você pode trocar sua dívida atual por uma muito mais cara, com juros altos e um prazo muito longo. Por isso, é importante avaliar com calma as opções de empréstimo, se for a melhor forma de quitar sua dívida”.

Não se atentar aos prazos: Um dos piores erros cometidos na hora de pagar as dívidas é não prestar atenção ao prazo de vencimento de acordos e parcelamentos. “Se atrasar os pagamentos, você terá ainda mais juros e multas impactando seu orçamento e aumentará o rombo financeiro”, frisa o economista.

Compartilhe       

 




Mais sobre

CIDADE | 18/09/2020 11:28 - Há 2 dias, 14 horas e 52 minutos
Experiências gastronômicas se reinventam no Brasil

CIDADE | 18/09/2020 11:06 - Há 2 dias, 15 horas e 14 minutos
Bahia melhora no ranking nacional sobre insegurança alimenta

CIDADE | 18/09/2020 10:56 - Há 2 dias, 15 horas e 24 minutos
Petrobrás se desfaz de ativos na Bahia e preocupa trabalhadores

CIDADE | 18/09/2020 10:34 - Há 2 dias, 15 horas e 46 minutos
STF determina retirada da Força Nacional no sul da Bahia após pedido da PGE

CIDADE | 18/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 19 horas e 51 minutos
Após mobilizações, Neto pode liberar praias nesta sexta-feira

CIDADE | 18/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 19 horas e 51 minutos
Denunciado por suspeita de estupro, José Tércio é considerado foragido após operação do MP

CIDADE | 17/09/2020 19:31 - Há 3 dias, 6 horas e 49 minutos
ABMP aposta no alcance global do Scream 2020 virtual

CIDADE | 17/09/2020 18:45 - Há 3 dias, 7 horas e 35 minutos
Empresa assume compromisso de ajudar 2,5 milhões de brasileiros a reduzirem o consumo excessivo de álcool

CIDADE | 17/09/2020 15:02 - Há 3 dias, 11 horas e 18 minutos
Congresso reunirá grandes especialistas para discutir autismo

CIDADE | 17/09/2020 14:59 - Há 3 dias, 11 horas e 21 minutos
Militar da Marinha morre durante viagem de instrução na BA

CIDADE | 17/09/2020 14:53 - Há 3 dias, 11 horas e 27 minutos
Ministro da Educação diz que por ele aulas voltariam amanhã

CIDADE | 17/09/2020 14:13 - Há 3 dias, 12 horas e 7 minutos
Inaugurada nova sede de programa que combate desperdício de alimentos

CIDADE | 17/09/2020 11:13 - Há 3 dias, 15 horas e 7 minutos
Consumo consciente é tema do fórum de Harvard Business Review com a Ambev, especialistas e personalidades

CIDADE | 17/09/2020 11:05 - Há 3 dias, 15 horas e 15 minutos
Operação do MP cumpre mandado contra líder religioso

CIDADE | 17/09/2020 10:50 - Há 3 dias, 15 horas e 30 minutos
Após alta em julho, preço médio do aluguel tem recuo em agosto em Salvador

CIDADE | 17/09/2020 06:30 - Há 3 dias, 19 horas e 51 minutos
Construção civil tem alta nos preços e falta de materiais

CIDADE | 16/09/2020 15:30 - Há 4 dias, 10 horas e 50 minutos
Ambulantes fazem protesto no bairro de Itapuã e pedem liberação das praias

CIDADE | 16/09/2020 12:07 - Há 4 dias, 14 horas e 14 minutos
38,6% das empresas tiveram impacto negativo em agosto

CIDADE | 16/09/2020 06:30 - Há 4 dias, 19 horas e 51 minutos
Prefeitura já investiu mais de R$ 400 milhões no combate ao coronavírus

CIDADE | 16/09/2020 06:30 - Há 4 dias, 19 horas e 51 minutos
Método Canguru humaniza assistência a bebês de baixo peso no Iperb

CIDADE | 16/09/2020 06:30 - Há 4 dias, 19 horas e 51 minutos
Perícia na Casa de Ruy Barbosa é adiada pela terceira vez

CIDADE | 15/09/2020 15:37 - Há 5 dias, 10 horas e 43 minutos
Apae lança campanha para manter proteção no atendimento

CIDADE | 15/09/2020 11:56 - Há 5 dias, 14 horas e 25 minutos
Ideb: desde 2013, ensino médio brasileiro não atinge nível esperado de qualidade

CIDADE | 15/09/2020 11:39 - Há 5 dias, 14 horas e 41 minutos
Prefeitura quer prorrogar auxílio de R$ 270 até dezembro

CIDADE | 15/09/2020 06:30 - Há 5 dias, 19 horas e 51 minutos
Perícias médicas agendadas no INSS foram suspensas

CIDADE | 14/09/2020 15:32 - Há 6 dias, 10 horas e 48 minutos
Flexibilização do transporte intermunicipal é autorizada em 303 cidades da Bahia

CIDADE | 14/09/2020 15:21 - Há 6 dias, 10 horas e 59 minutos
Incêndios levam Mato Grosso do Sul a decretar situação de emergência

CIDADE | 14/09/2020 10:38 - Há 6 dias, 15 horas e 42 minutos
Preço do arroz voltará a se equilibrar em janeiro, diz Tereza Cristina

CIDADE | 14/09/2020 10:31 - Há 6 dias, 15 horas e 49 minutos
Baianos substituem arroz por alimentos mais baratos

CIDADE | 14/09/2020 10:26 - Há 6 dias, 15 horas e 55 minutos
Temporada de cruzeiros vai aquecer o turismo