Moro defende prisão em 2ª instância para evitar casos como o do traficante

Ex-ministro da Justiça comandou elaboração da lei, mas trecho sobre prisões preventivas foi adicionado pelo Congresso. Moro também diz que retomada da prisão após decisão de 2ª instância evitaria casos como o do traficante

Tribuna da Bahia, Salvador
13/10/2020 06:30 | Atualizado há 15 dias, 13 horas e 52 minutos

   
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro defendeu nesta segunda-feira (12), em entrevista à GloboNews, que seja revisto o trecho do pacote anticrime que levou à soltura do traficante André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap.

O habeas corpus foi concedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello com base em um trecho do pacote anticrime – em vigor desde janeiro – que determina reavaliação das prisões preventivas em todo o país a cada 90 dias. Essa reavaliação não foi feita no caso do traficante libertado.

O projeto do pacote anticrime foi idealizado pelo então ministro Moro e por uma comissão de juristas, em 2019, mas essa regra foi incluída pelo Congresso Nacional. Moro ainda chegou a recomendar o veto do trecho, que acabou sendo sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro e entrou em vigor.

"Este é o momento de discutir a revisão dessa parte da lei, ou pelo Congresso, ou pelos tribunais", disse Moro. Segundo o ex-ministro, "daqui a pouco pode ter assassino sendo solto" com base no mesmo dispositivo.

Segunda instância

Na entrevista à GloboNews, Moro também defendeu que a soltura de André do Rap poderia ter sido evitada de outra forma: com a restauração da prisão após condenação penal em segunda instância.

Há onze meses, o STF mudou o entendimento vigente e estabeleceu que os condenados só podem começar a cumprir pena quando o processo transitar em julgado – ou seja, após esgotados todos os recursos.

O Congresso avalia projetos de lei que autorizam a prisão após condenação em segunda instância. Desse ponto em diante, os recursos apresentados não poderiam pedir a reavaliação das provas e dos fatos daquele caso, mas só questões de aplicação do direito.

Por isso, há juristas e autoridades que defendem o início da execução da pena a partir da condenação na segunda instância, mesmo que os recursos continuem a tramitar.

O traficante André do Rap já tem uma condenação penal em segunda instância. Por isso, se esse entendimento estivesse sendo aplicado, a prisão dele seria definitiva, e não preventiva.

"Essa [prisão após segunda instância] é uma pauta importantíssima, aí não tem mais prisão preventiva. Esse indivíduo nunca ia ser solto, porque já ia estar cumprindo pena, sem qualquer necessidade de nós pensarmos em falar em rever prisão preventiva", afirmou Moro.

Moro sugeriu, na entrevista, que o presidente Jair Bolsonaro aproveite a existência atualmente de uma base aliada maior e mais organizada no Congresso do que na época da votação do pacote anticrime.

"O presidente hoje tem um contato mais próximo com o parlamento, tem um controle maior. Penso que poderia, fica aqui uma sugestão, um conselho construtivo, utilizar esse poder e toda essa popularidade para tentar rever algumas dessas pautas", disse o ex-ministro.

Moro afirmou ainda que, como ministro da Justiça, atuou durante a tramitação do pacote anticrime para evitar inserções de temas que, na visão dele, seriam ruins para o texto.

"Fiz diversas reuniões no Congresso, com parlamentares, conversei amplamente dentro do Poder Executivo sobre esses temas. Talvez a falha tenha sido minha de não ter conseguido convencer as pessoas de que esses dispositivos não eram os melhores. Mas eu diria que eu, particularmente, tenho a consciência tranquila de que fiz tudo que podia para evitar algumas inserções", afirmou.

O caso André do Rap

André do Rap é um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios de São Paulo. Ele foi libertado no sábado (10) após a concessão de um habeas corpus pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello.

Horas depois, o presidente do STF, Luiz Fux, suspendeu a decisão e determinou o retorno de André à prisão. No entanto, investigações apontam que ele viajou em um jatinho particular para o Paraguai.

Moro disse discordar da decisão de Marco Aurélio Mello. Segundo o ex-ministro, mesmo por esse entendimento, a solução ideal seria levar o caso ao juiz que determinou a prisão preventiva inicialmente.

"Me parece que a melhor solução, e eu não quero entrar em nenhuma controvérsia aqui envolvendo o Supremo Tribunal Federal, seja o entendimento de que isso [a revisão da prisão tem que ser provocado. Isso tem que ser exigido pelo juiz emissor da decisão, de primeira instância, normalmente", defendeu Moro.

"Se a questão for levada diretamente à corte recursal [o STF], que a corte recursal emita uma decisão pedindo que o juiz [de primeira instância revise, decida, aprecie a questão. E não simplesmente entender que [a prisão] se torna ilegal pelo mero decurso do tempo", disse.


G1 e GloboNews

Compartilhe       

 




Mais sobre

POLÍTICA | 27/10/2020 14:28 - Há 1 dia, 5 horas e 54 minutos
Bolsonaro acusa Doria de aumentar impostos na pandemia

POLÍTICA | 27/10/2020 14:17 - Há 1 dia, 6 horas e 5 minutos
“Tivemos uma pandemia de fake news na pandemia do coronavírus”

POLÍTICA | 27/10/2020 14:15 - Há 1 dia, 6 horas e 7 minutos
Rui Costa: "Fica clara a diferença de um candidato para o outro"

POLÍTICA | 27/10/2020 11:30 - Há 1 dia, 8 horas e 52 minutos
PL deve deixar base de Rui Costa até 2022

POLÍTICA | 27/10/2020 11:27 - Há 1 dia, 8 horas e 55 minutos
Se há rusga, comandante tem que intervir, diz Mourão sobre Salles e Ramos

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 13 horas e 52 minutos
Maioria dos candidatos à prefeitura defende vacinação obrigatória contra Covid-19

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 13 horas e 52 minutos
‘Inquéritos podem ajudar a combater milícias digitais nas eleições’

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 13 horas e 52 minutos
Líder de governo Bolsonaro na Câmara diz que Constituição tornou o Brasil 'ingovernável'

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 13 horas e 52 minutos
Raio Laser - 27/10 - Considerações finais

POLÍTICA | 26/10/2020 15:45 - Há 2 dias, 4 horas e 37 minutos
Bolsonaro diz que juiz não pode decidir sobre obrigatoriedade da vacina

POLÍTICA | 26/10/2020 14:08 - Há 2 dias, 6 horas e 14 minutos
“Secretaria de Reparação de Salvador hoje é apenas simbólica”

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 52 minutos
'Tem gente que é expert em tentar destruir o governo', diz Eduardo Bolsonaro

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 52 minutos
Centrão diminui a influência de militares no governo

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 52 minutos
Em passeio, Bolsonaro se irrita com cobrança sobre o preço alto do arroz

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 52 minutos
Salles pede desculpas após chamar Ramos de 'maria fofoca'

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 52 minutos
Raio Laser - 26/10 - Centrão x militares

POLÍTICA | 25/10/2020 06:40 - Há 3 dias, 13 horas e 42 minutos
Em campanha Olivia reforça sua luta por uma educação igualitária

POLÍTICA | 25/10/2020 06:40 - Há 3 dias, 13 horas e 42 minutos
Após apoio de Maia e Alcolumbre a Ramos, Salles fala em 'assunto encerrado'

POLÍTICA | 25/10/2020 06:40 - Há 3 dias, 13 horas e 42 minutos
'Não houve uma derrota total', diz governador de SC sobre afastamento

POLÍTICA | 24/10/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 52 minutos
Ricardo Salles rompe com Luiz Eduardo Ramos

POLÍTICA | 24/10/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 52 minutos
É ilegal tributar doação fora do país, diz Toffoli

POLÍTICA | 24/10/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 52 minutos
Maia prega diálogo com governo federal para avançar no desenvolvimento de vacinas

POLÍTICA | 23/10/2020 11:54 - Há 5 dias, 8 horas e 28 minutos
Bruno Reis tem propaganda suspensa após liminar obtida por candidata

POLÍTICA | 23/10/2020 11:52 - Há 5 dias, 8 horas e 30 minutos
Major Denice denuncia ataques de fake news e racismo na internet

POLÍTICA | 23/10/2020 11:49 - Há 5 dias, 8 horas e 33 minutos
Candidatos a prefeito de Salvador voltam a se confrontar amanhã

POLÍTICA | 23/10/2020 11:46 - Há 5 dias, 8 horas e 36 minutos
Bahia implementa o primeiro Plano Estadual de Comunicação do país

POLÍTICA | 23/10/2020 06:30 - Há 5 dias, 13 horas e 52 minutos
Rui Costa diz que pulverização prejudica oposição a Bolsonaro

POLÍTICA | 23/10/2020 06:30 - Há 5 dias, 13 horas e 52 minutos
Kassio Marques é nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal

POLÍTICA | 23/10/2020 06:30 - Há 5 dias, 13 horas e 52 minutos
Governadores cogitam até consórcio para garantir vacina da covid

POLÍTICA | 23/10/2020 06:30 - Há 5 dias, 13 horas e 52 minutos
Bolsonaro diz que não há 'sequer um hectare de selva devastada' na Amazônia