Pagamento do 13º gera dúvidas nas empresas nos casos de redução salarial

Empresas cobram definição do governo sobre abono de fim de ano, no caso de empregados que tiveram corte de salário ou contrato suspenso na pandemia. Para muitas, valor também deve sofrer redução ou ser proporcional ao tempo trabalhado

Tribuna da Bahia, Salvador
15/10/2020 11:41 | Atualizado há 12 dias, 31 minutos

   
Foto: Reprodução

Confirmada a possibilidade de prorrogação dos acordos de redução salarial e suspensão do contrato de trabalho até dezembro, a atenção das empresas brasileiras agora recai sob a folha de pagamento do fim de ano. É que ainda não há uma definição clara sobre como devem ser feitos o cálculo e o pagamento do 13º salário dos mais de 9,7 milhões de trabalhadores que foram afetados pelos acordos do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda na pandemia de covid-19.

A legislação que permitiu e prorrogou os acordos não define como esses aditivos contratuais afetam o cálculo de benefícios trabalhistas como o 13º salário e as férias, e o governo também não se posicionou a respeito após a publicação da lei. Por isso, as interpretações são divergentes e têm preocupado as empresas, que precisam se preparar para o 13º salário, visto que primeira parcela do benefício deve ser paga até 30 de novembro.

Empresários do setor de serviços, que respondem pela maior parte dos 18,6 milhões de acordos já registrados pelo governo, acreditam que o pagamento deve ser proporcional ao tempo trabalhado e ao salário recebido ao longo do ano. Ou seja, se ficou oito meses com o contrato suspenso, o funcionário deve receber o 13º proporcional aos quatro meses trabalhados.

Muitos especialistas também têm essa opinião. Porém, dizem que a questão pode acabar sendo judicializada. Afinal, o assunto não está regulamentado e muitos empregados gostariam do pagamento integral, já que, apesar de não terem trabalhado, mantiveram o vínculo com a empresa ao longo desses oito meses.

“Existem especialistas que dizem que as empresas têm que pagar férias e 13º de qualquer jeito. Outros que falam sobre flexibilização. O tema precisa ser regulamentado, porque, em um contexto como este, as medidas provisórias são feitas às pressas, sem abarcar todas as situações. Isso pode gerar controvérsias”, comentou a advogada trabalhista Claudia Securato, sócia do escritório Oliveira, Vale, Securato & Abdul Ahad Advogados.

Empresários cobram do governo uma definição. “Entendemos que o pagamento deve ser proporcional, e temos algumas sinalizações nessa direção. Mas, formalizamos uma consulta ao Ministério da Economia nesta semana, já que não há clareza sobre isso”, contou o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci.

Responsável pelo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia confirmou que a questão ainda está em aberto. “A Seprt-ME segue em contato com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) para que haja uma orientação uniforme sobre o tema”, informou.

A pasta explicou que “a Lei nº 14.020/2020, que instituiu o BEm, não alterou a forma de cálculo de qualquer verba trabalhista prevista na legislação ordinária”. Ou seja, definiu o pagamento Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) como uma compensação aos trabalhadores que tiveram o salário reduzido na pandemia, mas não abrange pagamentos como o do 13º salário.

“Diante da liberdade negocial entre as partes (exercida de forma coletiva ou individual), os acordos firmados com base na lei instituidora do BEm podem estabelecer um grande número de possibilidades diante do caso concreto. Assim, cada caso pode ser diferente a depender do acordado”, acrescentou a secretaria, que não deu prazo apresentar o parecer que pode pôr fim ao impasse.

Ajuda

Muitas das empresas que aderiram aos acordos de redução salarial e suspensão do contrato de trabalho também estão sem saber de onde tirar o dinheiro do 13º salário dos funcionários, pois continuam com o orçamento apertado por conta da crise. Bares e restaurantes, por exemplo, dizem que estão faturando 60% do que ganhavam antes da pandemia e afirmam que os acordos têm sido fundamentais para a manutenção dos funcionários. Por isso, já começam a se articular para solicitar ajuda do governo também no pagamento do benefício.

A ideia é que o Executivo cubra uma parte do 13º salário dos funcionários que estiverem recebendo o BEm em dezembro, da mesma forma como vem fazendo com os salários, caso o orçamento do programa de preservação do emprego não tenha acabado até lá. Afinal, o BEm recebeu orçamento de R$ 51,2 bilhões. Porém, no início deste mês, após seis meses de acordos, pouco mais da metade desse orçamento, R$ 25,6 bilhões, havia sido efetivamente usado como complemento salarial aos trabalhadores que tiveram o salário reduzido na pandemia.

O pleito ganhou força ontem, após a publicação do decreto do presidente Jair Bolsonaro que confirmou a prorrogação dos acordos de redução salarial e suspensão do contrato de trabalho. O decreto permite que os acordos sejam renovados por mais dois meses, até o fim do ano. Com isso, os trabalhadores poderão ficar até oito meses afastados do trabalho ou com a jornada reduzida.

Compartilhe       

 




Mais sobre

ECONOMIA | 13/10/2020 12:45 - Há 13 dias, 23 horas e 27 minutos
Ação da Defensoria quer que BC retire notas de R$ 200 de circulação

ECONOMIA | 08/10/2020 14:26 - Há 18 dias, 21 horas e 47 minutos
Campos Neto diz que resposta fiscal foi maior em países com orientação de direita

ECONOMIA | 03/10/2020 06:40 - Há 24 dias, 5 horas e 33 minutos
"É uma irresponsabilidade furar o teto", diz Guedes

ECONOMIA | 01/10/2020 15:09 - Há 25 dias, 21 horas e 3 minutos
'Não tem de onde tirar', diz Mourão sobre recursos para Renda Cidadã

ECONOMIA | 01/10/2020 06:30 - Há 26 dias, 5 horas e 43 minutos
Governo vai prorrogar redução de jornada e salário, afirma Guedes

ECONOMIA | 30/09/2020 16:47 - Há 26 dias, 19 horas e 25 minutos
Guedes diz que governo não usará precatórios para bancar o Renda Cidadã

ECONOMIA | 30/09/2020 06:30 - Há 27 dias, 5 horas e 43 minutos
Secretário do Tesouro descarta uso de ‘contabilidade criativa’

ECONOMIA | 29/09/2020 06:30 - Há 28 dias, 5 horas e 43 minutos
Auxílio emergencial: pagamento das parcelas de R$ 300 começa na quarta

ECONOMIA | 28/09/2020 15:48 - Há 28 dias, 20 horas e 25 minutos
Líder do governo diz que ainda não há acordo sobre segunda fase da reforma tributária

ECONOMIA | 28/09/2020 15:45 - Há 28 dias, 20 horas e 28 minutos
Renda Cidadã substitui Bolsa Família e contará com precatórios e Fundeb

ECONOMIA | 28/09/2020 06:30 - Há 29 dias, 5 horas e 43 minutos
Com pandemia e plano travado, leilões do governo ficam para 2021 e 2022

ECONOMIA | 27/09/2020 06:50 - Há 5 horas e 23 minutos
Guedes se reúne com líder do governo na Câmara para debater reforma tributária

ECONOMIA | 25/09/2020 14:22 - Há 1 dia, 21 horas e 51 minutos
Petrobras inicia venda de dois campos de petróleo de águas profundas

ECONOMIA | 25/09/2020 11:08 - Há 2 dias, 1 hora e 5 minutos
Governo tenta fechar reforma tributária e discute acordo para nova CPMF

ECONOMIA | 24/09/2020 13:40 - Há 2 dias, 22 horas e 32 minutos
Projeção de crescimento do crédito em 2020 sobe para 11,5%

ECONOMIA | 23/09/2020 14:20 - Há 3 dias, 21 horas e 53 minutos
Guedes diz que Brasil precisa de 'tributos alternativos' para desonerar empresas

ECONOMIA | 23/09/2020 11:25 - Há 4 dias, 47 minutos
Auxílio de R$ 300: governo deve divulgar calendário até segunda, diz Onyx

ECONOMIA | 23/09/2020 06:30 - Há 4 dias, 5 horas e 43 minutos
Ministério da Economia prevê rombo de R$ 861 bi em 2020

ECONOMIA | 22/09/2020 06:30 - Há 5 dias, 5 horas e 43 minutos
BB: Rubem Novaes apresenta carta de renúncia com efeito a partir de hoje

ECONOMIA | 18/09/2020 14:08 - Há 8 dias, 22 horas e 4 minutos
Guedes é condenado a pagar R$ 50 mil por comparar servidores a parasitas

ECONOMIA | 17/09/2020 15:07 - Há 9 dias, 21 horas e 5 minutos
Governo indica Weintraub para mais 2 anos no Banco Mundial

ECONOMIA | 17/09/2020 10:58 - Há 10 dias, 1 hora e 15 minutos
Fábio Faria reafirma desejo de privatizar Correios

ECONOMIA | 17/09/2020 06:30 - Há 10 dias, 5 horas e 43 minutos
Guedes faz reunião de mais de 4 h após divergências no governo

ECONOMIA | 15/09/2020 15:47 - Há 11 dias, 20 horas e 25 minutos
Guedes diz que 'cartão vermelho' de Bolsonaro não foi para ele

ECONOMIA | 15/09/2020 06:30 - Há 12 dias, 5 horas e 43 minutos
Campo de Lula será rebatizado como Tupi após determinação da ANP, diz Petrobras

ECONOMIA | 14/09/2020 15:10 - Há 12 dias, 21 horas e 2 minutos
Ainda acreditamos que é possível acoplar IVA federal com estadual, diz Guedes

ECONOMIA | 14/09/2020 06:30 - Há 13 dias, 5 horas e 43 minutos
Governo avalia congelar aposentadorias para bancar Renda Brasil

ECONOMIA | 11/09/2020 06:30 - Há 16 dias, 5 horas e 43 minutos
Guedes cobra explicações do Ministério da Justiça sobre 'monitoramento de preços'

ECONOMIA | 09/09/2020 14:13 - Há 17 dias, 22 horas e 0 minutos
Queda do PIB neste ano será ainda menor do que a esperada, diz Guedes

ECONOMIA | 09/09/2020 13:55 - Há 17 dias, 22 horas e 18 minutos
Reforma administrativa pode ter impacto de R$ 300 bi em 10 anos, diz Guedes