Marcas de higiene e cosmética focam na redução do impacto de resíduos

Enquanto o Boticário inaugura lojas feitas com resíduos plásticos e realiza ações de logística reversa, a Natura investe na redução da produção de resíduos e na preservação dos mares.

Tribuna da Bahia, Salvador
03/01/2021 13:39 | Atualizado há 1 hora e 54 minutos

   
Foto: Divulgação

Marca nacional que já soma 43 anos, O Boticário deu um passo inovador em relação à responsabilidade socioambiental neste 2020. No dia 22 de dezembro passado inaugurou loja sustentável, em Juazeiro do Norte, Cariri cearense. O projeto, inédito segundo a empresa, pretende revolucionar a experiência de varejo tecnológico, atendendo aos códigos contemporâneos de consumo voltados para a sustentabilidade. Ao mesmo tempo, convida consumidores a adotarem o descarte adequado de embalagens.

A loja, de 24m2, é composta por mais de 1 tonelada de plástico reciclado, considerando paredes e piso, dentro do estacionamento do Assaí Atacadista, na Avenida Padre Cícero, 4.400 – São José. A ideia foi concebida a partir de uma provocação da marca por novos modelos de estabelecimentos.

O projeto exigiu desenvolvimento de tecnologias para reúso de resíduos plásticos gerados pela indústria para a geração de matéria-prima segura e adequada às aplicações construtivas. O modelo foi avaliado pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), seguindo todo o protocolo de segurança que uma loja deve ter.

Além da abertura da loja sustentável no Ceará, o Boticário abriu mais oito novas lojas sustentáveis neste mês, nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. “Por meio de um ciclo sustentável, o Boticário vai além, devolvendo para a sociedade, com o suporte dela”, avalia Alexandre Bouza, diretor do Boticário.

Logística Reversa

Criado em 2006, Boti Recicla é, segundo a marca o maior programa de Logística Reversa em pontos de coleta do País, com quase 4 mil pontos espalhados em 1.750 cidades brasileiras. Nos bastidores, toda a rede de franqueados e força de vendas atuam em prol de um benefício coletivo, com cerca de 20 cooperativas homologadas e transportadoras parceiras.

O Boticário

O Boticário é uma empresa brasileira de cosméticos, unidade de negócios do Grupo Boticário. Inaugurada em 1977, em Curitiba (Paraná), a marca tem a maior rede franqueada de cosméticos do País com mais de 3.700 pontos de venda, em 1.750 cidades brasileiras, e mais de 900 franqueados. Presente em 15 países, seu portfólio tem mais de 850 itens de perfumaria, maquiagem e cuidados pessoais. O Boticário garante que não realiza testes em animais e que investe na melhoria contínua de produtos e processos para torná-los cada vez mais sustentáveis.

Por mares mais limpos

A nova fragrância Kaiak Oceano, da Casa de Perfumaria do Brasil, embarcará com a Família Schurmann em sua próxima expedição, que tem o apoio global do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). “Voz dos Oceanos” será iniciada em 2021. O trajeto deve passar por 40 destinos ao redor do mundo e os navegadores irão registrar a condição atual dos mares para aumentar a conscientização e o engajamento do público com questões contemporâneas urgentes, como o descarte de resíduos e o consumo consciente.

Desde 1996, a marca Kaiak se inspira no universo aquático para desenvolver seu portfólio. Com o recente lançamento de Kaiak Oceano, a empresa tem proposto uma reflexão sobre a importância de cuidar dos mares. A fragrância traz notas olfativas que remetem a um mergulho profundo e inova ao utilizar plástico retirado do litoral brasileiro em parte de sua embalagem.

Em agosto de 2021, o veleiro sustentável Kat zarpará do porto de Itajaí, em Santa Catarina, dando início à missão. A Família Schurmann percorrerá a costa brasileira, além de regiões nos Estados Unidos, América Central, ilhas do Pacífico e Nova Zelândia. Também navegarão pelas áreas conhecidas como “giroscópios”, onde as correntes marítimas convergem e agrupam grandes quantidades de resíduos plásticos.

Defensora da campanha Mares Limpos do Pnuma, a Família Schurmann pretende engajar a comunidade internacional – especialmente cientistas, ambientalistas, empreendedores, ONGs e governos – para reverter o cenário de destruição dos mares.

“Com Kaiak Oceano, buscamos mostrar que é possível fomentar a cadeia de reciclagem e evitar a produção de mais resíduos que, em grande parte, poluem as águas. A parceria com a Família Schurmann é uma grande felicidade para nós, pois aumenta a visibilidade da discussão sobre a importância do consumo consciente e do descarte adequado de resíduos”, explica Fernanda Rol, diretora de Marketing da Natura.

“É preciso entender que não existe ‘jogar fora’, tirando o problema do lixo de vista, pois tudo converge para um mesmo lugar: o nosso planeta. E essa situação vai além da tartaruga e do golfinho. É a vida humana que está em jogo. Ter a bordo uma empresa que se preocupa com essa questão, buscando soluções que ajudem a reverter esse cenário, nos deixa ainda mais animados”, diz David Schurmann, um dos líderes da “Voz dos Oceanos”.

Compromisso com a redução do lixo

O compromisso da Natura com a redução do lixo existe há mais de 30 anos. Em 1983, a marca decidiu incluir refis em seu portfólio de produtos, sendo a primeira empresa de cosméticos a adotar essa medida. Pelo uso de refil em seus produtos, a empresa evita o descarte diário de lixo equivalente à quantidade produzida por 4,7 milhões de pessoas. A iniciativa também evita a emissão de 7 mil toneladas de carbono na atmosfera, o que equivale às emissões geradas por 2.991 viagens em torno da Terra.

A Natura também assumiu mais uma série de compromissos que envolvem a redução de resíduos para serem colocados em prática até 2030. As metas são baseadas nos princípios da Economia Circular, na redução do consumo de plásticos de uso único, na aplicação do reúso e reciclagem dos materiais e na priorização do uso de material reciclado pós-consumo em embalagens da marca. Entre as metas, estão tornar 100% das embalagens recicláveis, reutilizáveis ou biodegradáveis e 50% de todo o plástico utilizado será de origem reciclada pós-consumo. A Natura também pretende coletar 100% do plástico de suas embalagens.

Por meio do programa de Logística Reversa em suas lojas próprias, a Natura incentiva seus consumidores a realizarem o descarte correto de embalagens. A cada cinco recipientes regulares vazios, os clientes podem receber um novo produto. O projeto é realizado por meio de parcerias e a meta para o fim deste de 2020 é que seja coletado e descartado pelo menos 50% de tudo que for faturado para o mercado. Além disso, parte do material recuperado é reincorporado nas embalagens da empresa.

Pelo programa Natura Elos, voltado para a logística reversa para cadeias de abastecimento de materiais reciclados, já foram coletadas, desde 2017, mais de 17,5 mil toneladas de resíduos pós-consumo em países como Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. Por ano, são incorporadas 1,6 mil toneladas de vidro reciclado em perfumes e 925 toneladas de plástico reciclado em embalagens.

A companhia também investe no ecodesign. Parte de seus frascos de perfumaria, por exemplo, possuem válvula rosqueada para que seja possível separar o recipiente da tampa, facilitando o processo de reciclagem da embalagem. O objetivo da marca é apresentar produtos sustentáveis, adequando processos de produção, distribuição e consumo às práticas ecológicas, de modo que embalagens ganhem novas funções após o uso em vez de virarem lixo.

Natura

Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de higiene e cosmética. Conta com mais de 1.8 milhão de consultoras na América Latina, sendo líder no setor de venda direta no Brasil. Faz parte de Natura &Co, resultado da combinação entre as marcas Avon, Natura, The Body Shop e Aesop.

A Natura foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação de empresa B no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. É também a primeira empresa brasileira a conquistar o selo “The Leaping Bunny“, concedido pela organização de proteção animal Cruelty Free International, em 2018, que atesta o compromisso da empresa com a não realização de testes em animais de seus produtos ou ingredientes.

Com operações na Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, México, Peru e Malásia, os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as consultoras, por meio do e-commerce, app Natura, nas lojas próprias ou nas franquias “Aqui tem Natura”.

Fonte: Agência Eco Nordeste
Compartilhe       

 




Mais sobre