Janeiro é o mês de alerta contra a Hanseníase

Segundo a Sesab, em 2020, a Bahia registrou 1.306 novos casos da doença

Tribuna da Bahia, Salvador
11/01/2021 10:00 | Atualizado há 15 dias, 4 horas e 34 minutos

   
Foto: Divulgação / EBC

Por Cleusa Duarte

Apesar de todos os avanços técnicos e científicos, a Hanseníase ainda faz milhares de vítimas todos os anos no País. Ao longo deste mês, ‘janeiro roxo’, os dermatologistas brasileiros, em apoio à tradicional mobilização do Ministério da Saúde, farão circular entre médicos, pacientes e outros profissionais da saúde informações de utilidade pública preparadas por especialistas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Entre os tópicos abordados estão a descrição de sinais e sintomas da hanseníase e orientações sobre onde buscar diagnóstico e iniciar o tratamento. De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB), em 2020 foram registrados 1. 306 casos novos da doença, destes 49 em crianças menores de 15 anos, em todo o Estado.

Doença infecciosa crônica e curável que causa, sobretudo, lesões de pele e danos aos nervos. A hanseníase, antigamente era  conhecida como lepra. Ela é causada por infecção com a bactéria Mycobacterium leprae. Afeta principalmente a pele, os olhos, o nariz e os nervos periféricos.

Os sintomas incluem manchas claras ou vermelhas na pele com diminuição da sensibilidade, dormência e fraqueza nas mãos e nos pés. A lepra pode ser curada com 6 a 12 meses de terapia com vários medicamentos. O tratamento precoce evita a deficiência.

Para alertar sobre a doença, a SBD lançou o Janeiro Roxo, que este ano, além de material publicitário (cards, posts, vídeos), também foi desenvolvido um site sobre o tema. "A hanseníase é negligenciada, a sua saúde não! " é o tema. Também será abordada a necessidade de se eliminar o estigma e o preconceito contra as pessoas com a doença.

"Situação negligenciada é aquela que é alvo de desatenção, desconsideração, displicência, descaso, indiferença, menosprezo. Infelizmente, apesar da detecção de 30 mil novos casos da doença a cada ano, a hanseníase ainda é considerada assim: uma doença negligenciada", pontuou o presidente da SBD, Mauro Enokihara.

Segundo ele, ao alertar a população sobre este tema, a entidade pretende assegurar a todos o acesso a informações que ajudem a tirar o Brasil de uma triste posição: o segundo lugar mundial em número de casos de hanseníase, perdendo apenas para a Índia. Todos os anos são diagnosticados, em média, 30 mil novos casos da doença no País.

Janeiro Roxo, foi instituído no Brasil em 2016, tem como data símbolo o último domingo deste mês, quando é celebrado o Dia Mundial de Combate e Prevenção da Hanseníase. Para marcar o período, a SBD planeja também realizar eventos online, divulgar depoimentos de pacientes e celebridades, estimular a iluminação em roxo de espaços públicos e monumentos. Todas as ações visam reforçar o compromisso de prevenir e combater a hanseníase, por meio do diagnóstico e tratamento precoces.

A dermatologista Shirlei Moreira do Ministério da Saúde constata que a doença atinge 10% de cada população, “isso significa que se em salvador temos 3 milhões de habitantes, então 300 mil podem obter a Hanseníase. Não significa que temos esse contingente de doentes, mas podem contrair pelas estimativas. Seria  uma parcela grande da população.” A dermatologista ainda informa que "ter ou não a doença vai depender do perfil genético de cada indivíduo.”

Shirlei comenta, “A transmissão ocorre pelas vias aéreas superiores (tosse ou espirro). A doença é transmitida de pessoa para pessoa. Uma das maneiras de evitar é usando máscara de proteção , o mesmo ocorre com tuberculose, gripe e  meningite.”

Prevenção e Preconceito

Para prevenir, ao primeiro sinal a pessoa deve procurar o diagnóstico e, se constatada, realizar o tratamento. É importante também divulgar a educação sanitária e tomar a vacinação BCG

Outra preocupação da SBD é com o preconceito. "Combater o estigma é salvar vidas. Por isso, queremos auxiliar a sociedade a compreender essa doença. Desfazer mitos e fazer prevalecer a verdade sobre a hanseníase são as principais formas de ajudar profissionais da área de saúde, familiares, amigos e principalmente aqueles que buscam por tratamento", ressaltou o vice-presidente, Heitor Gonçalves.

Para dar dimensão a esse alerta, a SBD convidou neste ano instituições de referência nacional. Além de representantes das Secretarias de Saúde dos Estados (Conass) e Municípios (Conasems), também foram convidados a encampar esta luta - por meio da iluminação de suas sedes e filiais ou distribuição de conteúdo digital - o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB), a Confederação Nacional de Municípios (CNM), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

No Brasil, o tratamento para a hanseníase é gratuito e oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os pacientes podem se tratar em casa, com supervisão periódica nas unidades básicas de saúde. De acordo com Sandra Durães, coordenadora do Departamento de Hanseníase da SBD, se trata de uma doença infecciosa que pode levar a incapacidades físicas, mas o tratamento precoce promove a cura.

Na Bahia, no período de 2016 a 2020 foram notificados 10.398 casos, destes 565 em crianças e adolescentes até 14 anos. Em 2020 (dados preliminares) foram registrados 1306 casos novos da doença, destes 49 em crianças menores de 15 anos e 2019, foram notificados 2289 casos novos, sendo que destes, 125 foram em crianças e adolescentes. Nesse  período, o coeficiente geral de detecção passou de 13,48 casos por 100 mil habitantes (2016) a 8,45 casos por 100 mil habitantes em 2020. Enquanto, o Coeficiente de  Detecção de Hanseníase em Menores de 15 Anos passou de 2,96 casos por 100 mil habitantes (2016) para 1,28 casos por 100 mil habitantes em 2020.


Compartilhe       

 




Mais sobre

CIDADE | 25/01/2021 06:30 - Há 1 dia, 8 horas e 4 minutos
Candidatos terminaram ontem todas as etapas do ENEM

CIDADE | 24/01/2021 13:07 - Há 2 dias, 1 hora e 27 minutos
52ª CIPM libera vítima de sequestro relâmpago e prende dupla

CIDADE | 24/01/2021 12:25 - Há 2 dias, 2 horas e 9 minutos
Estudantes fazem hoje as provas de exatas do Enem

CIDADE | 23/01/2021 17:32 - Há 2 dias, 21 horas e 2 minutos
PMs salvam vida de recém-nascida engasgada com leite

CIDADE | 23/01/2021 15:25 - Há 2 dias, 23 horas e 9 minutos
Candidatos realizam última etapa do Enem

CIDADE | 23/01/2021 15:21 - Há 2 dias, 23 horas e 13 minutos
PM captura foragido por homicídios portando 591 porções de drogas

CIDADE | 23/01/2021 15:11 - Há 2 dias, 23 horas e 23 minutos
Soldado da Rondesp Sul chega ao top 1 do judô no Brasil

CIDADE | 23/01/2021 15:04 - Há 2 dias, 23 horas e 30 minutos
Polícia apreende 1,7 mil pinos de cocaína na Federação

CIDADE | 23/01/2021 13:27 - Há 3 dias, 1 hora e 7 minutos
Incêndio atinge garagem de ônibus e destrói veículos em Salvador; não houve feridos

CIDADE | 23/01/2021 06:30 - Há 3 dias, 8 horas e 4 minutos
Carnaval de Salvador pode não acontecer em julho, diz Bruno Reis

CIDADE | 22/01/2021 18:08 - Há 3 dias, 20 horas e 26 minutos
2,3 mil pinos de cocaína foram abandonados em fuga de traficantes

CIDADE | 22/01/2021 18:04 - Há 3 dias, 20 horas e 30 minutos
Polícia procura familiares de vítima de grupo de extermínio

CIDADE | 22/01/2021 16:34 - Há 3 dias, 22 horas e 0 minutos
Oportunidades na área ambiental: vagas para BA e ES

CIDADE | 22/01/2021 16:23 - Há 3 dias, 22 horas e 11 minutos
Homem é preso com dez tabletes de drogas

CIDADE | 22/01/2021 15:50 - Há 3 dias, 22 horas e 44 minutos
Justiça Federal determina afastamento de ex-presidente do TRT-BA pela segunda vez

CIDADE | 22/01/2021 15:31 - Há 3 dias, 23 horas e 3 minutos
Metrô monta estratégia especial de operação e segurança para segundo dia de provas do Enem

CIDADE | 22/01/2021 12:13 - Há 4 dias, 2 horas e 21 minutos
DHPP prende autor de homicídio de dançarina

CIDADE | 22/01/2021 11:46 - Há 4 dias, 2 horas e 48 minutos
Forças de segurança premiadas por redução em tempo de atendimento

CIDADE | 22/01/2021 09:30 - Há 4 dias, 5 horas e 4 minutos
Unidades de saúde já começam a denunciar violência contra a mulher

CIDADE | 22/01/2021 09:30 - Há 4 dias, 5 horas e 4 minutos
Coelba amplia prazo para quitação de débitos

CIDADE | 22/01/2021 06:30 - Há 4 dias, 8 horas e 4 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 22/01

CIDADE | 22/01/2021 06:30 - Há 4 dias, 8 horas e 4 minutos
Atriz Regina Duarte questiona utilidade da vacina contra a Covid-19

CIDADE | 22/01/2021 06:30 - Há 4 dias, 8 horas e 4 minutos
Vacinação contra a Covid começa na Ilha de Bom Jesus dos Passos

CIDADE | 22/01/2021 06:30 - Há 4 dias, 8 horas e 4 minutos
Cancelamento do Carnaval do Rio poderá ter reflexo em Salvador

CIDADE | 21/01/2021 18:54 - Há 4 dias, 19 horas e 40 minutos
Policiais são recebidos a tiros no Subúrbio

CIDADE | 21/01/2021 18:39 - Há 4 dias, 19 horas e 55 minutos
Metas para consolidação da Estrada do Chocolate são discutidas em Ilhéus

CIDADE | 21/01/2021 17:33 - Há 4 dias, 21 horas e 1 minuto
Lagoa dos Dinossauros volta a receber visitantes após desinfecção

CIDADE | 21/01/2021 17:26 - Há 4 dias, 21 horas e 8 minutos
Bombeiros ganham novo comandante-geral e equipamentos

CIDADE | 21/01/2021 16:53 - Há 4 dias, 21 horas e 41 minutos
Nova Adhemar de Barros terá conceito de ruas completas

CIDADE | 21/01/2021 15:56 - Há 4 dias, 22 horas e 38 minutos
Revista Forbes cita Salvador pela segunda vez sobre destinos turísticos