Ford: caminhoneiros estão há dias na porta da empresa para fazer entregas

Trabalhadores estão há sete dias no local e não conseguem descarregar materiais e peças como pneus, alternadores, sensores, motores de arranque e partida de freio.

Tribuna da Bahia, Salvador
16/01/2021 10:30 | Atualizado há 11 dias, 2 horas e 43 minutos

   
Foto: Romildo de Jesus

Por Filipe Oliveira

O anúncio do encerramento das atividades da Ford no Brasil, realizado na última segunda- feira (11) tem causado transtornos na vida dos caminhoneiros que realizam entregas de materiais no polo de Camaçari. Muitos dos trabalhadores estão há sete dias no local e não conseguem descarregar materiais e peças como pneus, alternadores, sensores, motores de arranque e partida de freio. Estima-se que atualmente haja cerca de 90 caminhões estacionados em frente à empresa, vindo das regiões de Minas Gerais, São Paulo, Porto Alegre, dentre outras. Os trabalhadores têm enfrentado dificuldades financeiras e estão compartilhando alimentos para se manterem.

O caminhoneiro Jadison Xavier veio de Extrema, no Sul de Minas Gerais, e enfrentou três dias de estrada até chegar em Camaçari. Ele conta que chegou ao município na última segunda-feira (11) e já encontrou no local cerca de trinta caminhões. O seu horário de entrega estava agendado para as 22h. “Eu  cheguei e não sabia de nada, só vi que a fábrica estava fechada. Nós estamos parados aqui, ninguém deu satisfação de nada, só um cara que disse que talvez a gente descarregue hoje ou segunda-feira, mas previsão certa mesmo a gente não tem”. Xavier saiu de sua cidade deixando mulheres e filhos e lamenta que não recebe nem a comissão por estar parado sem realizar a entrega.

Sem resposta da Ford ou das próprias empresas prestadoras de serviço, os profissionais enfrentam dificuldades e precisam compartilhar alimentos para não passar fome. “Os próprios caminhoneiros estão se apoiando, um dá o feijão, outro ajuda na vaquinha, fomos ao mercado e assim temos ajudado uns aos outros”, comenta Xavier. Segundo o motorista, a Ford não passou nenhuma informação do que deve ser feito com a carga. Ele e outros caminhoneiros entregam as peças em Camaçari e voltam com os vasilhames para as fabricantes em São Paulo. “Tem gente que tá há uma semana parado aqui. Nós precisamos de uma solução, sem andar não ganhamos nada e precisamos sustentar nossas famílias”, lamenta.

O motorista Maurício Freitas, que é de Muriaé (MG) e veio de Limeira (SP) - enfrentando dois dias e meio de estrada trazendo peças para a montadora -, comenta que está em Camaçari desde sexta-feira (8) e não recebeu nenhum posicionamento dos responsáveis. “Estamos a ver navios, ninguém tá fazendo nada, o pessoal está revoltado já. Ninguém toma uma atitude, ninguém fala nada ‘é só aguardar e aguardar’, a gente realmente está sem saber o que fazer”, ressalta. Para ele, é importante que haja um posicionamento da Ford, mesmo que seja uma ordem para retornarem. “Pra mim seria até melhor, ficar parado aqui sem fazer nada é muito ruim. Seria uma opção melhor ir embora e devolver as peças, do que ficar mais um final de semana aqui” sugere. Os trabalhadores temem ainda o desemprego, já que a maioria deles fazia entregas apenas para as fábricas da Ford.

O vice-presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Estado Da Bahia (Setceb), Antônio Siqueira, comenta que as transportadoras são responsáveis por arcar com as despesas dos motoristas. “Essas cargas vêm das fábricas que alimentam as linhas de produção da Ford. Cabe às transportadoras arcar com as despesas e estadia dos trabalhadores caminhoneiros, mandar devolver ou não os materiais e depois resolver com a Ford”, comenta. 

Em nota, a Ford comunicou que está informando aos seus fornecedores que os caminhões que estão parados na fábrica ou a caminho, deverão retornar aos respectivos fornecedores e essas questões serão tratadas diretamente pela própria Ford com cada empresa. Os trabalhadores entrevistados pela Tribuna disseram que não foram informados sobre a orientação da empresa e seguem aguardando posicionamento.

De acordo com a Prefeitura de Camaçari, o fechamento da Ford representa uma perda de 10% na arrecadação de receitas após o encerramento das atividades da empresa no Brasil. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, Júlio Bonfim ressalta que o fechamento da Ford resultará no desemprego de 12 mil trabalhadores diretos e mais de 60 mil indiretos. A Ford alega que serão cinco mil empregos afetados. Instalada em Camaçari em 2001, a empresa foi a primeira montadora do Nordeste com um investimento de U$1,2 bi e chegou a produzir 250 mil carros por ano. 


Compartilhe       

 




Mais sobre

CIDADE | 26/02/2021 19:04 - Há 18 horas e 9 minutos
Pousos e decolagens estão mantidos em aeroporto de Salvador durante as restrições no estado

CIDADE | 26/02/2021 18:42 - Há 18 horas e 31 minutos
Restaurantes populares voltam a distribuir refeições em quentinhas

CIDADE | 26/02/2021 18:02 - Há 19 horas e 11 minutos
Decreto que proíbe aulas presenciais na Bahia é prorrogado até 14 de março

CIDADE | 26/02/2021 17:43 - Há 19 horas e 30 minutos
Transporte será antecipado em razão do horário do metrô

CIDADE | 26/02/2021 17:40 - Há 19 horas e 33 minutos
TRE-BA mantém suspenso atendimento presencial e retoma trabalho remoto por conta da pandemia

CIDADE | 26/02/2021 16:48 - Há 20 horas e 24 minutos
Transporte será reduzido durante fechamento do comércio

CIDADE | 26/02/2021 16:41 - Há 20 horas e 32 minutos
Pistola e revólver localizados durante ação preventiva em Valéria

CIDADE | 26/02/2021 16:20 - Há 20 horas e 53 minutos
Banco Mundial atesta cumprimento de 80% das metas do Salvador Social

CIDADE | 26/02/2021 15:29 - Há 21 horas e 43 minutos
Hemoba funciona em horários especiais neste final de semana

CIDADE | 26/02/2021 15:20 - Há 21 horas e 52 minutos
Dezoito quilos de cocaína encontrados em veículo adulterado

CIDADE | 26/02/2021 15:11 - Há 22 horas e 1 minuto
Tecnologia 5G estará disponível em todas as capitais até julho de 2022

CIDADE | 25/02/2021 20:45 - Há 1 dia, 16 horas e 28 minutos
Novas medidas restritivas: saiba o que poderá funcionar na Bahia de sexta a segunda

CIDADE | 25/02/2021 18:06 - Há 1 dia, 19 horas e 7 minutos
MP quer extinção de fundação criada para reparar tragédia de Mariana

CIDADE | 25/02/2021 17:45 - Há 1 dia, 19 horas e 28 minutos
Convênio leva energia solar a três unidades de ensino municipais

CIDADE | 25/02/2021 17:41 - Há 1 dia, 19 horas e 31 minutos
Governo do Estado distribui mais 100 mil máscaras no sistema metroviário de Salvador e Lauro de Freitas

CIDADE | 25/02/2021 16:38 - Há 1 dia, 20 horas e 34 minutos
Operação integrada identifica autores de homicídios em Valéria

CIDADE | 25/02/2021 13:20 - Há 1 dia, 23 horas e 53 minutos
Aplicativo Fala Salvador Cidadão já teve mais de 20 mil downloads

CIDADE | 25/02/2021 13:01 - Há 2 dias, 11 minutos
Fundação Cidade-Mãe inscreve para cursos gratuitos até 1º de março

CIDADE | 25/02/2021 10:00 - Há 2 dias, 3 horas e 13 minutos
Cedap passa a atender de 7h às 16h

CIDADE | 25/02/2021 06:30 - Há 2 dias, 6 horas e 43 minutos
Projeto prevê dar nome de Roberto Santos a museu

CIDADE | 24/02/2021 19:43 - Há 2 dias, 17 horas e 30 minutos
João Roma toma posse como ministro da Cidadania

CIDADE | 24/02/2021 19:21 - Há 2 dias, 17 horas e 51 minutos
Prejuízo com vandalismo na iluminação pública tem redução em 2020

CIDADE | 24/02/2021 18:54 - Há 2 dias, 18 horas e 18 minutos
Mais 31 semáforos inteligentes passam a funcionar na San Martin

CIDADE | 24/02/2021 17:16 - Há 2 dias, 19 horas e 56 minutos
TRE-BA lança quadro sobre serviços cartoriais e dúvidas dos eleitores, no Youtube

CIDADE | 24/02/2021 17:07 - Há 2 dias, 20 horas e 5 minutos
Reintegrações de posse e ordens de despejo durante a pandemia podem ser suspensas

CIDADE | 24/02/2021 15:01 - Há 2 dias, 22 horas e 11 minutos
Prefeitura inicia fiscalização nas praias de Salvador

CIDADE | 24/02/2021 14:57 - Há 2 dias, 22 horas e 15 minutos
Requalificação do Martagão Gesteira chega a 75% das obras concluídas

CIDADE | 24/02/2021 14:41 - Há 2 dias, 22 horas e 31 minutos
Operação Sucata já removeu mais de 150 veículos das ruas em 2021

CIDADE | 24/02/2021 12:05 - Há 3 dias, 1 hora e 7 minutos
Serviço municipal acolhe crianças em situação de vulnerabilidade

CIDADE | 24/02/2021 11:38 - Há 3 dias, 1 hora e 34 minutos
Prouni: prazo para confirmação de informações e matrícula termina hoje