Operação Sucata já removeu mais de 150 veículos das ruas em 2021

Os veículos abandonados são recolhidos e encaminhados para o Setor de Guarda de Bens (Segub), localizado na sede da Guarda Civil Municipal, na Avenida San Martin.

Tribuna da Bahia, Salvador
24/02/2021 14:41 | Atualizado há 27 dias, 8 horas e 38 minutos

   
Foto: Bruno Concha/Secom

A Operação Sucata continua atuando em Salvador, com remoção de veículos e barcos abandonados nas ruas e praias da cidade. Por conta da pandemia, neste momento a ação está priorizando casos que apresentam perigo à população e à saúde pública. Do dia 1º de janeiro deste ano até esta quarta-feira (24), 154 notificações foram expedidas e 85 carros removidos de logradouros públicos, sendo 56 apreensões e 29 retiradas pelos proprietários. Além disso, três barcos foram notificados para serem removidos do local onde estavam.

No ano de 2020, o número ultrapassou mil ocorrências em toda a cidade. Os locais considerados de maior incidência são as avenidas Afrânio Peixoto (Suburbana), Vasco da Gama e 29 de Março e as praias da Ribeira, Rio Vermelho e Itapuã.

Roberto Guerreiro, chefe do setor de Proteção de Estética da Cidade (Sepec), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), orienta à população que é preciso informar as características do veículo ao denunciar à Prefeitura. Os casos de maior perigo são retirados de imediato do local da denúncia.

“As sucatas apresentam risco à saúde pública, acumulam água, são focos de dengue, zika e chikungunya, e até esconderijo de animais peçonhentos e roedores a exemplo de cobras e ratos. Por isso, é essencial tirar esse material de circulação”, pontua Guerreiro.

Ele ainda explica que é considerado sucata qualquer carro que apresente danos, como vidros quebrados, avarias na chaparia, lanternas quebradas e até sem motor. “Caso apresente duas ou três dessas características, é passível de apreensão”, completa.

Dinâmica – A ação envolve 16 agentes da Semop divididos em dois grupos, munidos de caminhão munck ou guincho de apoio da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). Os veículos abandonados são recolhidos e encaminhados para o Setor de Guarda de Bens (Segub), localizado na sede da Guarda Civil Municipal, na Avenida San Martin.

Os proprietários podem fazer a retirada, mediante apresentação de documento com foto, além dos documentos do veículo. O prazo para reivindicação é de 60 dias, com pagamento de multa no valor de R$870. Caso contrário, o bem será leiloado.


Compartilhe       

 




Mais sobre

CIDADE | 20/04/2021 13:10 - Há 10 horas e 9 minutos
Salvador participa de evento mundial de criatividade nesta terça (21)

CIDADE | 20/04/2021 12:55 - Há 10 horas e 24 minutos
Pessoas em situação de vulnerabilidade recebem cesta básica em Salvador

CIDADE | 20/04/2021 12:22 - Há 10 horas e 57 minutos
Terreno da CSN vai a leilão para custear dividas do grupo

CIDADE | 20/04/2021 12:17 - Há 11 horas e 2 minutos
Prefeitura inicia vacinação de trabalhadores da Educação nesta quarta (21)

CIDADE | 20/04/2021 12:05 - Há 11 horas e 14 minutos
Audiência de mediação entre a CSN e rodoviários, acontece nesta terça (20)

CIDADE | 20/04/2021 12:02 - Há 11 horas e 17 minutos
Receita Federal e Polícia Civil apreendem caminhão com mercadorias falsificadas

CIDADE | 20/04/2021 10:00 - Há 13 horas e 19 minutos
Impasse entre rodoviários e prefeitura continua

CIDADE | 20/04/2021 10:00 - Há 13 horas e 19 minutos
Decretos Estadual e Municipal indicam retorno do ensino presencial

CIDADE | 20/04/2021 10:00 - Há 13 horas e 19 minutos
Barroquinha e Baixa dos Sapateiros pedem socorro

CIDADE | 20/04/2021 09:35 - Há 13 horas e 44 minutos
Agência bancária é explodida em São Gonçalo dos Campos, na Bahia

CIDADE | 20/04/2021 08:48 - Há 14 horas e 31 minutos
Soldado da PM é morto durante abordagem à suspeito de roubo de moto no Cabula

CIDADE | 20/04/2021 08:44 - Há 14 horas e 35 minutos
Olodum participa da campanha “Tem gente com fome”

CIDADE | 20/04/2021 08:23 - Há 14 horas e 56 minutos
Governadores do Nordeste divulgam compromissos em defesa do meio ambiente

CIDADE | 19/04/2021 17:22 - Há 1 dia, 5 horas e 57 minutos
Toque de recolher modifica horário de operação do transporte coletivo

CIDADE | 19/04/2021 15:37 - Há 1 dia, 7 horas e 42 minutos
Após recomendação do MP, Salvador divulga critérios de retorno às aulas

CIDADE | 19/04/2021 14:00 - Há 1 dia, 9 horas e 19 minutos
Prefeitura entrega contenção de encosta em Brotas

CIDADE | 19/04/2021 12:19 - Há 1 dia, 11 horas e 0 minutos
Começa hoje o prazo para matrículas em chamada única do Sisu

CIDADE | 19/04/2021 12:18 - Há 1 dia, 11 horas e 1 minuto
Governo institui por decreto o Programa Educar para Trabalhar

CIDADE | 19/04/2021 12:00 - Há 1 dia, 11 horas e 19 minutos
Entra em vigor lei do teste de paternidade em parentes de suposto pai

CIDADE | 19/04/2021 10:54 - Há 1 dia, 12 horas e 25 minutos
INSS orienta sobre saque irregular feito após óbito de beneficiário

CIDADE | 19/04/2021 09:44 - Há 1 dia, 13 horas e 35 minutos
Site do Detran é hackeado e fica fora do ar temporariamente

CIDADE | 19/04/2021 09:04 - Há 1 dia, 14 horas e 15 minutos
Defensores Públicos da Bahia apoiam indígenas e quilombolas durante a pandemia

CIDADE | 18/04/2021 19:33 - Há 2 dias, 3 horas e 46 minutos
Salvador ficará sem ônibus na manhã desta segunda-feira (19)

CIDADE | 18/04/2021 19:25 - Há 2 dias, 3 horas e 54 minutos
Codesal registra 43 ocorrências neste domingo (18)

CIDADE | 18/04/2021 15:04 - Há 2 dias, 8 horas e 15 minutos
Nova defesa de mãe do menino Henry insiste em novo depoimento

CIDADE | 18/04/2021 14:36 - Há 2 dias, 8 horas e 43 minutos
Prefeitura de Mata de São João flexibiliza medidas restritivas

CIDADE | 18/04/2021 13:46 - Há 2 dias, 9 horas e 33 minutos
Leilão da Receita tem iPhone 7 a partir de R$ 500

CIDADE | 18/04/2021 12:26 - Há 2 dias, 10 horas e 53 minutos
Major da PM morre após moto ser atingida por carro

CIDADE | 18/04/2021 11:04 - Há 2 dias, 12 horas e 15 minutos
Alta do preço da carne deve durar até maio

CIDADE | 18/04/2021 10:36 - Há 2 dias, 12 horas e 43 minutos
Mais de 50 cachorros ficam sem lar após donos morrerem de Covid-19