Beber e dirigir é um risco que todos deveriam evitar

Só nos dois primeiros dias de ano foram abordados pela Transalvador 102 condutores, e desses, oito não quiseram fazer o teste do bafômetro

Tribuna da Bahia, Salvador
04/01/2018 11:02 | Atualizado há 20 dias, 17 horas e 23 minutos

   
Foto: Divulgação

Por Matheus Fortes

Demorou, mas janeiro chegou para Salvador, trazendo uma verdadeira maratona de festas, na rua e em espaços privados, que podem resultar em boas ou más recordações, a depender da responsabilidade e da imprudência, principalmente quando a curtição se relaciona com o trânsito.   

Com um calendário praticamente lotado por eventos festivos durante o mês de janeiro, baianos e turistas devem se alertar em relação à volta pra casa nesses dias. Com os shows, ensaios e lavagens, cresce também o consumo de bebidas alcoólicas, e, embora haja fiscalização, muitos se arriscam a misturar as substâncias com a direção, correndo riscos desnecessários.

De acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), apenas nos dois primeiros dias do ano já foram abordados 102 condutores, dos quais oito se recusaram a fazer o teste do bafômetro e foram autuados.

As blitze, segundo o órgão municipal, acontecem diariamente desde 2013, e já possuem um planejamento de fiscalização até o final de verão, em virtude dos grandes eventos que acontecem na cidade.

Em dezembro de 2017 – quando tem início o verão, e eventos do gênero –, 3.317 condutores foram abordados em blitz da Operação Lei Seca, sendo que 392 se recusaram a realizar o teste do bafômetro e foram autuados. Dois condutores foram flagrados com nível superior a 0,30mg/L, considerado crime de trânsito, e encaminhados à delegacia.

Durante o Festival da Virada – evento que levou mais de 2 milhões de pessoas à Boca do Rio durante cinco dias de festa e no qual circularam 81.604 veículos no mesmo período –, a Operação Lei Seca realizou 322 abordagens, e emitiu 34 autuações, além de oito remoções de veículos. Ainda durante o evento, foram registrados três acidentes, com uma vítima.

Cuidados

Como explica o presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego – seccional Bahia (Abramet-BA), Antônio Meira, o uso do álcool é absolutamente condenável para quem vai dirigir. Embora carregue o mesmo nome de legislação que proibiu o comércio de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos durante as décadas de 1920 e 1930, a lei seca no Brasil limita ao consumo do álcool pelos motoristas.

“No Brasil, não é proibido beber, mas sim dirigir sob o efeito do álcool. Para dirigir um veículo motorizado, é fundamental que o condutor esteja em pleno gozo de suas capacidades físicas e mentais dele. Então, um pouco de álcool já é o suficiente para tirar o indivíduo desse estado”, destacou o médico.  

Meira aponta que o consumo do álcool reduz a capacidade de percepção da velocidade e dos obstáculos, reduz os reflexos, habilidade de controlar o veículo. “Ele também diminui a visão periférica. Então quem está sob a influência do álcool acaba não se interessando com o que acontece lateralmente. A gente chama isso de visão tubular. É como se os retrovisores passassem a não serem levados em conta”.  

Dependendo da quantidade, o álcool inibe as barreiras morais e faz a pessoa perder a autocrítica. Dessa forma, ele está mais próximo de infringir mais leis, não usando o cinto de segurança, ultrapassando o sinal vermelho, podendo ainda apresentar euforia, empolgação, dirigindo em velocidades maiores.

“A afirmação muitas vezes dada como desculpa de que “Eu dirijo até melhor quando bebo” é uma inverdade. Isso não existe. O álcool é comprovado significativamente de que é condenado para quem vai dirigir e faz com que as pessoas negligenciem os riscos”, alertou o médico.

Como o explica o especialista, a decisão de não dirigir tem que vir sempre antes de sair de casa. “Se for beber, eu não vou dirigir. Se deixar para tomar a decisão lá, depois que começa a beber, a autocrítica é inibida, e você acaba bebendo e dirigindo”.  

No Brasil, dirigir sob efeito do álcool contribui por quase metade das mortes por acidente de trânsito. Segundo dados da Abramet, os acidentes de trânsito representam a segunda principal causa de mortes não naturais, tanto na Bahia, quanto no Brasil. Em oito estados da federação, ela já é a primeira colocada.

Para não perder a festa, ou deixar de aproveitá-la melhor, o ideal, recomenda Meira, é juntar um grupo e ir de táxi, ou eleger um motorista da rodada, caso esse grupo vá  a vários ensaios. Os aplicativos de carona, como Uber ou 99POP, também são boas opções, tanto quanto o transporte público.  

O endurecimento da lei seca no Brasil foi baseada em uma diretriz médica da Abramet. “A gente fez uma diretriz, que é uma pesquisa de todos os estudos publicados no mundo todo e faz um levantamento de uma evidência científica. E foi preconizado de que não existia um limite seguro de álcool para a direção. O limite ideal é o zero”, destacou Meira.

A primeira Lei Seca passou a vigorar no país em 2008. Em março de 2012, porém, a legislação foi esvaziada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que colocou o bafômetro ou o exame de sangue como obrigatórios para produzir a prova da embriaguez.

O cenário voltou a mudar em dezembro daquele ano, quando uma nova lei dobrou a multa para o motorista alcoolizado (de R$ 957,70 para R$ 1.915,40) e permitiu que vídeos e relatos sejam usados como provas. Desde novembro de 2016, a multa por recusar-se a assoprar o bafômetro é de R$ 2.934,70.  

Foliões preferem deixar carro em casa

Já garantida em alguns dos vários ensaios marcados para o mês, a estudante universitária Juliana Machado explica que deve deixar o carro na garagem em praticamente todos eles. Segundo ela, ir às festas com o próprio veículo é sinônimo de dor de cabeça.

“A gente não curte a festa direito. Não podemos beber e é uma confusão com estacionamento, difícil achar vaga, e quando tem, ainda precisa negociar com o guardador. Tudo colabora para que a gente desista dessa ideia”, explica Juliana.

Assim como ela, o turista paulista Leonardo Osório diz ter usado de outros meios para chegar e ir embora dos eventos. Hospedado na casa de um amigo em Ondina, o visitante explica ter convencido o anfitrião a deixar o carro em casa quando ambos saem juntos.

“Em uma das festas, usei o metrô e o ônibus, mas, a maioria das vezes tenho recorrido aos aplicativos mesmo. Como a gente divide para o grupo todo, não sai tão caro”, detalhou ele, acrescentando que faz a mesma coisa sempre que resolve sair para beber com amigos em São Paulo.


Compartilhe       

 




Mais sobre

CIDADE | 23/09/2020 17:43 - Há 1 dia, 10 horas e 43 minutos
Mais aeronaves são enviadas para ajudar no combate a incêndio no oeste da BA

CIDADE | 23/09/2020 17:37 - Há 1 dia, 10 horas e 49 minutos
Universitários baianos vão se apresentar em congresso internacional de gastronomia

CIDADE | 23/09/2020 11:42 - Há 1 dia, 16 horas e 44 minutos
Operação da PF contra fraude no INSS cumpre mandado de afastamento de servidor

CIDADE | 23/09/2020 11:34 - Há 1 dia, 16 horas e 52 minutos
Supermercados limitam quantidade de produtos por clientes

CIDADE | 23/09/2020 06:30 - Há 1 dia, 21 horas e 56 minutos
Perícias médicas do INSS são retomadas na Bahia

CIDADE | 23/09/2020 06:30 - Há 1 dia, 21 horas e 56 minutos
Testagem de alunos do Subúrbio Ferroviário encerra nesta sexta-feira

CIDADE | 22/09/2020 10:46 - Há 2 dias, 17 horas e 40 minutos
Perícias do INSS são retomadas em 4 agências de Salvador e no interior

CIDADE | 22/09/2020 10:44 - Há 2 dias, 17 horas e 42 minutos
Cresce número de pedidos do seguro DPVAT na Bahia

CIDADE | 22/09/2020 10:35 - Há 2 dias, 17 horas e 51 minutos
Incêndio em vegetação no oeste da Bahia continua após uma semana

CIDADE | 22/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 21 horas e 56 minutos
Salvador não registra mortes por covid-19 nos últimos seis dias

CIDADE | 22/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 21 horas e 56 minutos
Pouca movimentação no primeiro dia de reabertura das praias

CIDADE | 22/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 21 horas e 56 minutos
Tribunal determina fim da greve nos Correios

CIDADE | 22/09/2020 06:30 - Há 2 dias, 21 horas e 56 minutos
Fábrica baiana é finalista no Prêmio Época Negócios Reclame AQUI

CIDADE | 21/09/2020 15:55 - Há 3 dias, 12 horas e 31 minutos
Fumaça de queimadas no Pantanal se desloca para países da América do Sul

CIDADE | 21/09/2020 15:44 - Há 3 dias, 12 horas e 42 minutos
Entidades e personalidades assinam carta em defesa do Pantanal

CIDADE | 21/09/2020 06:30 - Há 3 dias, 21 horas e 56 minutos
Moradores de Salvador desrespeitam decreto e ocupam as praias no domingo

CIDADE | 21/09/2020 06:30 - Há 3 dias, 21 horas e 56 minutos
Chegada da Primavera promete sol e calor na Bahia

CIDADE | 21/09/2020 06:30 - Há 3 dias, 21 horas e 56 minutos
Livraria Saraiva fecha todas as suas unidades em Salvador

CIDADE | 20/09/2020 06:40 - Há 4 dias, 21 horas e 46 minutos
Biodiversidade marinha na Bahia ainda sofre com danos das manchas de óleo

CIDADE | 20/09/2020 06:40 - Há 4 dias, 21 horas e 46 minutos
Não há registro de morte por Covid para moradores de rua em Salvador

CIDADE | 20/09/2020 06:40 - Há 4 dias, 21 horas e 46 minutos
Pesquisa aponta efeitos da pandemia nos festejos juninos da Bahia

CIDADE | 20/09/2020 06:40 - Há 4 dias, 21 horas e 46 minutos
Escola Municipal de Dias d’Ávila é destaque no IDEB

CIDADE | 19/09/2020 06:40 - Há 5 dias, 21 horas e 46 minutos
'Ninguém veio aqui fazer a vistoria', diz homem que teve casa danificada durante terremotos

CIDADE | 19/09/2020 06:40 - Há 5 dias, 21 horas e 46 minutos
Caixa d’água tomba e causa falta de energia no bairro da Pituba

CIDADE | 19/09/2020 06:40 - Há 5 dias, 21 horas e 46 minutos
Praias são liberadas, mas ambulantes continuam proibidos

CIDADE | 18/09/2020 14:18 - Há 6 dias, 14 horas e 7 minutos
Prefeitura mantém restrições em Águas Claras, Santa Cruz e NE de Amaralina

CIDADE | 18/09/2020 11:28 - Há 6 dias, 16 horas e 57 minutos
Experiências gastronômicas se reinventam no Brasil

CIDADE | 18/09/2020 11:06 - Há 6 dias, 17 horas e 20 minutos
Bahia melhora no ranking nacional sobre insegurança alimenta

CIDADE | 18/09/2020 10:56 - Há 6 dias, 17 horas e 30 minutos
Petrobrás se desfaz de ativos na Bahia e preocupa trabalhadores

CIDADE | 18/09/2020 10:34 - Há 6 dias, 17 horas e 51 minutos
STF determina retirada da Força Nacional no sul da Bahia após pedido da PGE