Operação de resgate na Tailândia é retomada

Primeira etapa dos trabalhos conseguiu retirar quatro dos doze meninos presos na caverna no domingo


Tribuna da Bahia, Salvador
09/07/2018 07:30 | Atualizado há 6 dias, 8 horas e 43 minutos

   
Foto: AFP PHOTO / YE AUNG THU

As autoridades retomaram no fim da madrugada desta segunda-feira (início da tarde, no horário local) a operação de resgate das oito crianças e o técnico de futebol que permanecem presos dentro de uma caverna inundada no norte da Tailândia, o chefe da operação, governador interino da Província de Chiang Rai, Narongsak Osottanakorn. A expectativa é "boas notícias" nas próximas horas, disse. A primeira fase dos trabalhos resgatou quatro crianças pelos túneis estreitos entre a entrada da montanha à câmara onde está o grupo.

Segundo o ministro do Interior da Tailândia, Anupong Paojinda, a equipe de resgate será a mesma que retirou as primeiras quatro crianças da caverna. O grupo precisou pausar a operação de resgate por mais de dez horas para reabastecer os reservatórios de oxigênio utilizados na travessia nas áreas submersas. O representante do governo também afirmou que as crianças salvas estão em estado estável no hospital, mas ainda serão mantidas separadas dos pais por causa de riscos de infecções.

Durante a noite de domingo para segunda, fortes chuvas caíram na região da caverna e ainda é incerto o quanto a tempestade pode ter impactado nos níveis de água dentro da caverna. Especialistas alertam que novas pancadas de chuva estão previstas para os próximos dias. 

Primeira fase

A primeira etapa da operação de resgate foi realizada entre a madrugada e início da manhã de domingo, 8 (início da manhã e fim da tarde, no horário local) e retirou quatro das 12 crianças que estavam presas dentro da caverna. Os menores receberam os primeiros atendimentos no hospital de campanha montado perto da entrada da caverna e foram encaminhados de helicóptero para um hospital em Chiang Rai, onde um andar inteiro foi reservado para as crianças. 

Segundo o chefe da operação, governador interino da Província de Chiang Rai, Narongsak Osottanakorn, as condições para o resgate estavam perfeitas e que a operação "foi melhor que o esperado". Ao todo, 90 mergulhadores participam do resgate - entre membros da Marinha tailandesa e estrangeiros. A previsão é que os trabalhos durem por dias.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas