Valdemir Santana - Edição do dia 12/7

Adriana Lima perde programa de tevê para a top plus size Ashley Graham


Tribuna da Bahia, Salvador
12/07/2018 09:07 | Atualizado há 3 dias, 8 horas e 26 minutos

   
Foto: Reprodução

A saída da supermodelo baiana Adriana Lima ( foto maior) da apresentação do reality show “American Beauty Star”, anunciada ontem nos Estados Unidos, virou sensação no noticiário do mundo fashion e no trade de beleza internacionais. No lugar da jovem mãe de 37 anos, que nasceu em Salvador e está no topo da lista das modelos que mais faturam no mundo, acaba de ser confirmada a modelo plus size Ashley Graham (no detalhe).

Adriana Lima está na apresentação do reality show “American Beauty Star”, do canal de tevê a cabo “Lifetime” desde setembro de 2017, como a coluna antecipou na época em nota exclusiva. O trabalho avaliando a participação de artistas em quadros de beleza é feito ao lado do badalado Sir John Wallison, maquiador da cantora Beyoncé Knowles.

Com a alteração no comando, Adriana Lima passa a ser produtora do reality show e Ashley Graham fica como apresentadora. Embora o canal de tevê não tenha feito o anuncio em suas paginas oficiais ou nas redes sociais, a substituição de estrelas foi noticia em toda a mídia de primeiro nível na Califórnia, incluindo o influente site do “Hollywood Reporter” que deu a informação no inicio da tarde. Ashley Graham é a top plus size de maior sucesso no mundo e está na lista internacional das dez modelos que mais faturam no mercado.  

Pianista e bailarina no ciclo de música “Jorge Amado” 

A virtuose de Beatriz Alesso, em um solo de piano, aumenta o encanto do programa de noite de música erudita para a “Orquestra Sinfônica da Bahia” fazer a abertura do romântico “Ciclo Schumann”, no palco principal do Teatro Castro Alves. Ela também é bailarina clássica e neste concerto atua sob regência do carismático maestro Carlos Prazeres. É a quinta edição da “Série Jorge Amado” desta temporada e apresenta a “Sinfonia nº 4 em Ré menor, Opus 120”, ícone do repertório do compositor saxão.

Trancoso cria cena natureba com vinhos e alta gastronomia

Com o estilo e muito daquele requinte sem afetação que só um resort de luxo do padrão internacional do “Uxua Casa Hotel” pode programar, o balneário Trancoso mergulha com estilo na cena natureba. É o “Organic Festival Trancoso” que começa dia 27 de setembro, centralizado no hotel de fama internacional, criado pelo designer holandês Wilbert Das. As comidinhas vão muito além dos alhos porós fibrosos e endívias crocantes. Basta contar que a internacional restauratrice Morena Leite faz o banquete de abertura abençoada pela grife “Cordon Bleu".

Uma sutileza à parte fica para os vinhos orgânicos de Lis Cereja que traz uma carta especial com bebidas biodinâmicas e de produção sustentável.

Performances da diáspora entre Salvador e Igatu

A turbulência na vanguarda da cultura baiana e da diáspora negra que a “Galeria Canizares” da Avenida Araujo Pinho promove com a “VIII Mostra de performance: Arte Negra, imagem e anonimato” continua até a terça feira, dia 17. É bom lembrar este detalhe porque muita gente pensa que depois das performances instigantes que aconteceram até o dia seis, chegaram ao fim os desafios do projeto. Pelo contrario ainda tem exibição de vídeos e discussões.

Melhor ainda é saber que as performances sobre o palco e tablado foram concluídas em Salvador, mas recomeçam neste sábado, dia 14, num dos espaços de arte mais singulares do Brasil. É a “Galeria Arte e Memória” que o pesquisador e artista plástico Marcos Zacaríades mantém em Igatu, na Chapada Diamantina. Ele fez um retrotif de uma antiga propriedade de garimpeiros e misturou relíquias históricas com arte contemporânea que surpreende pela raridade. 

Vale lembrar que Igatu é aquela cidade que possui cemitérios com túmulos em estilo bizantino até hoje sem explicações lógicas para a construção.

Sidney Quintela faz palacetes na Europa e retrofit na Àfrica 

O prestigio internacional da arquitetura do baiano Sidney Quintela, vai muito além de apartamentos de luxo e palacetes de sonhos, que ele assina além de Salvador em cidades como Miami, nos Estados Unidos, a pulsante Lisboa em Portugal, Sevilha, na Espanha, e Maputo em Moçambique.  É exatamente em Moçambique que ele desenvolve um singular projeto de retrofit urbano na Zambezia Norte.

Pode se preparar para a surpresa do requinte, pois o país tem poder de fogo. O Moçambique, segundo relatório de instituto de pesquisa sul-africano "New World Wealth”, está no topo da riqueza do continente. Divide com Angola a posição de países mais ricos da África.  

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas