Leão critica falta de imparcialidade do Judiciário

Vice-governador endossou discurso de Ciro Gomes e lembrou que nenhum tucano foi preso


Tribuna da Bahia, Salvador
29/08/2018 08:16 | Atualizado há 14 dias, 3 horas e 12 minutos

   
Foto: Reprodução

Por Henrique Brinco

O vice-governador e candidato à reeleição, João Leão (PP), teceu duras críticas contra o Poder Judiciário em entrevista à Tribuna. O integrante da chapa majoritária do governador Rui Costa (PT) chamou de "injustiça" a condenação de Lula  por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato, encaminhada pelo juiz federal Sérgio Moro, da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba. "Acho que é uma grande injustiça que se faz, não só com Lula, mas com o mundo político", diz. "O Alckmin tem um negócio de R$ 30 ou R$ 50 [milhões] está podendo ser candidato. Tem um catatau de gente assim que está concorrendo e pode ser candidato. E Lula, num negócio que não tem nenhuma comprovação real... Cadê o contrato do apartamento? Cadê o dinheiro? É só o disse que me disse", dispara. "E o negócio do apartamento que vale R$ 700 mil, eu não acredito. Fui líder no governo Lula. Convivi com o presidente durante muito tempo. Tratei com ele, com grandes empresários... Nunca vi o presidente dar uma indireta ou outra coisa. Absolutamente nada, pô. Isso para mim é uma grande injustiça", completa.

O progressista também concorda com a declaração do presidenciável Ciro Gomes (PDT), que declarou na entrevista ao "Jornal Nacional" anteontem que a Lava Jato não é imparcial. "Lógico [que concordo]. Ninguém do PSDB foi condenado até hoje. Existe uma fotografia de [Sérgio] Moro com Aécio Neves. Então, essas coisas não são admissíveis. Dois pesos e duas medidas. Meu avô foi juiz de direito durante muito tempo, foi desembargador. Então, meu avô dizia que quando uma pessoa vinha querer saber alguma coisa sobre um determinado processo, ele dizia: 'meu filho, juiz fala nos autos [do processo]'".

Para ele, os membros do Judiciário atuam em conjunto com a mídia. "Hoje os juízes ficam querendo aparecer. É todo mundo. É desembargador, é ministro. Colocam no Facebook. Os caras estão trabalhando hoje na mídia. Eles não olham que na porta do Supremo Tribunal Federal tem uma estátua com uma espada na mão e uma venda nos olhos. A Justiça é cega, é para todos".

"Rui virou um pop star", exalta vice

João Leão tem acompanhado Rui Costa durante a "Caravana Correria", que tem percorrido as principais cidades do interior da Bahia em busca de votos. O progressista exalta a alta popularidade que a chapa formada pelo Palácio de Ondina tem nos rincões baianos. "Estou impressionado, sem sacanagem, é a aceitação de Lula no interior do Estado e na capital. É impressionante. Têm pesquisas aqui que Lula está com 60% aqui na Bahia. E Rui virou pop star, com mais de 50% e na região metropolitana está com mais de 60%", brada.

O vice também exalta a adesão do público jovem. "Que campanha linda. No meu Facebook tem vários vídeos de gente acompanhando a campanha. Nós estamos andando de 'buzu' [ônibus]. Chegamos no município e eu digo a Rui que vou dar uma guitarra de presente. Quando ele desce, tem um bocado de menininha lá, um bocado de juventude. Todo mundo gritando 'Rui, Rui, Rui...'. Parece que é um cantor, uma banda dessas aí da moda".

O grupo tem viajado acompanhado de postulantes ao cargo de deputado federal e estadual, de muitos dos 14 partidos que compõem a coligação: PT, PSB, PSD, PP, PC do B, PR, PDT, PRP, PMB, PTC, PMN, Podemos, Avante e Pros. 

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas